Assine o fluminense

Prefeito faz última vistoria no Mergulhão antes da inauguração

Equipamento, que será entregue no dia 19 de agosto e promete melhorar o trânsito, passa pelos últimos ajustes

Mergulhão da Praça Renascença será inaugurado no dia 19 de agosto

Foto: Divulgação / Prefeitura de Niterói / Leonardo Simplício

Na manhã desta quarta-feira (9), o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, fez a última vistoria na obra do mergulhão da Praça Renascença, no Centro, antes da inauguração, que acontece no próximo dia 19. Acompanhado por sua equipe técnica, pelo secretário executivo de Governo, Axel Grael, e pelo diretor-superintendente da Ecoponte, Alberto Lodi, o prefeito conversou sobre o plano de tráfego no entorno da passagem subterrânea, que está recebendo os últimos ajustes, e ressaltou a importância desta obra para a mobilidade urbana da cidade.

A obra, uma parceria com a Prefeitura de Niterói, está sendo realizada pela Ecoponte, como contrapartida pela concessão da Ponte Rio-Niterói. De acordo com o prefeito, a integração das equipes da Prefeitura com a Ecoponte foi fundamental para o andamento da obra do mergulhão, que trará muitos benefícios para a cidade, principalmente para os moradores da Zona Norte.

“Esta obra modifica a dinâmica na entrada da cidade. Tivemos a duplicação das avenidas Benjamin Constant e Contorno, que representou significativa melhora no trânsito, assim como o túnel Charitas-Cafubá, na Região Oceânica. Com a conclusão do mergulhão, iniciaremos ainda este ano a obra de alargamento da Avenida Marquês do Paraná. Nosso objetivo é melhorar cada vez mais a mobilidade urbana e ampliar a malha cicloviária da cidade. Um dos projetos é a ciclovia na Alameda São Boaventura até o bairro São Lourenço”, disse o prefeito.
 
Mobilidade urbana - A passagem subterrânea, que está sendo escavada sob a pista sentido Fonseca da Avenida Feliciano Sodré, terá cerca de 500 metros de extensão (150 metros de trecho subterrâneo). A obra tem como objetivo desafogar o tráfego na região, facilitando, inclusive, o fluxo das centenas de ônibus que seguem diariamente do Terminal Rodoviário João Goulart em direção à Zona Norte e a São Gonçalo. No sentido contrário, ficará mais fácil o acesso à Avenida Jansen de Mello. 

Com a obra, quem segue pela Avenida Feliciano Sodré poderá acessar a Avenida do Contorno e a Alameda São Boaventura sem precisar contornar a Praça Renascença ou parar no sinal no cruzamento com a Jansen de Mello. Quem vier da Zona Norte e quiser acessar a Avenida Jansen de Mello, em direção à Zona Sul, passará por cima do mergulhão. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Falo mesmo
Ciclovia na Alameda devem esta de brincadeira, mal cabe um carro ao lado do outro ainda querem aperta mais?? coitado dos ciclista e malucos se tentarem andar ali, vai correr um grande risco de ser jogado para o alto isso sim!, metrô que é bom nada, só fica neste medida paliativa que dura pouco.
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Fernando O. dos Santos
Estes caras só podem está de sacanagem. Isto aí de nada vai adiantar, pois, a solução para este trânsito caótico seria a implantação do metrô entre os municípios de Niterói e São Gonçalo. Passo pela Contorno todos os dias e bem antes desta obra do mergulhão o trânsito já era um caos. Hoje em dia, é praticamente impossível transitar por ali, a não ser de bike (isto, se tivesse uma ciclovia decente no local) A duplicação da Av. do Contorno de nada adiantou, isto, nos dois sentidos. No dia 3/agosto perdi 2h para me deslocar de ônibus do Shopping São Gonçalo até ao Centro de Niterói. Este mergulhão de nada adiantará, pois, neste dia 03/08 fui ao posto do INSS, próximo ao Hospital Antônio Pedro e vi que o mergulhão construído próximo, também de nada adianta. Trânsito caótico. Detalhe: Perdi o meu compromisso no INSS e tive de reagendar. É necessário radicalizar em relação à mobilidade urbana e não ficarem somente nos paliativos.
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Veja também

Scroll To Top