Assine o fluminense

Prefeitura oferece programa para quem quer parar de fumar

Niterói dispõe do tratamento nas Policlínicas do Centro, Huap e no Instituto Ary Parreiras

 agente administrativo Wagner Valentim, de 36 anos, passou esse 29 de agosto, marcado como Dia Nacional de Combate ao Tabagismo, longe dos cigarros. Após três tentativas malsucedidas de largar o vício, recentemente procurou ajuda do Programa de Controle de Tabagismo, da Fundação Municipal de Saúde de Niterói.

Wagner conta que fumava um maço de cigarros por dia. Quando as dependências químicas, físicas e psicológicas começaram a lhe roubar o sono, a tranquilidade e a concentração, ele decidiu parar de fumar. Depois que as crises de abstinência se tornaram insuportáveis, dificultando o convívio social, procurou ajuda do programa oferecido pelo município, na Policlínica do Fonseca.

A abordagem do fumante tem como eixo central intervenções cognitivas e treinamento de habilidades comportamentais, com objetivo de a pessoa parar de fumar e para a prevenção de recaída. Em casos específicos, pode ser utilizado um apoio medicamentoso. Segundo a secretária municipal de Saúde Maria Célia Vasconcellos, o município é atuante na luta contra o tabagismo há anos.

O trabalho ocorre por meio de grupos de apoio, em que profissionais de saúde abordam temas relacionados ao tabagismo, orientando e motivando os participantes. Durante os encontros, também há troca de experiências e motivações entre as pessoas dos grupos. A abordagem é feita em quatro sessões estruturadas de 90 minutos, com intervalo semanal, seguidas de duas sessões com intervalo quinzenal. Os ex-fumantes são acompanhados em controles mensais, até completarem um ano de abstinência.

Niterói dispõe do tratamento para a população nas Policlínicas Regionais, Unidade Básica de Saúde do Centro, além do Hospital Universitário Antonio Pedro e o Instituto Estadual de Doenças do Tórax Ary Parreiras.   

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top