Assine o fluminense

Problema que pode vir do alto em Niterói e São Gonçalo

Com estruturas danificadas, postes chamam a atenção de moradores e comerciantes das duas cidades

Quem passa pela Rua São Lourenço, em Niterói, se depara com facilidade com postes danificados ao longo da via

Foto: Lucas Benevides

A falta de manutenção de postes em alguns bairros de Niterói e São Gonçalo estão fazendo papel inverso ao seu propósito original. Por conta da degradação do tempo e da falta de suporte, suas estruturas ficam envelhecidas e danificadas, podendo causar problemas.

A Rua São Lourenço, no bairro histórico de mesmo nome, em Niterói, por exemplo, exibe em toda a sua extensão postes de energia elétrica de concreto. Por conta da ação do tempo, todas as ferragens de dezenas de postes estão enferrujadas e danificadas. Alguns ainda estão no meio da rua. Segundo moradores, a troca por novos equipamentos não foi feita, pois os fios de energia ficariam próximos dos prédios.

“Me mudei há 40 anos e eles já estavam aqui. Instalaram novos, só de concreto, há anos, mas deixaram eles para trás, degradando com o tempo. O risco de cair é grande, e o nosso medo aumenta com o avançar dos anos”, comentou o comerciante Hélio Fernandes Filho, 58 anos, completando que o poste ainda pode cair em cima de prédios e pedestres.

Além dos aparelhos antigos, os postes de concreto também estão danificados. Em muitos casos, acidentes de carro ocasionam as falhas na estrutura que, em sua maioria, apresenta a base torta, com ferragens à vista. Casos dos postes na altura dos números 121 e 218 da via.

“A concessionária instala um novo poste, mas não retira os antigos, estão esperando esse cair e machucar alguém. É uma tragédia anunciada”, opinou um morador que preferiu não se identificar.

Outro ponto que teve o posto danificado devido a um acidente é na Rua Visconde de Itaboraí. De acordo com lojistas, uma carreta perdeu o controle na via e colidiu contra o equipamento na altura do número 127, deixando metade da estrutura destruída e ferros à vista. Comerciantes dizem que reclamações já foram feitas, mas nada mudou. O número 216 da rua Noronha Torrezão, em Santa Rosa, e o 1045 da Alameda São Boaventura também foram alvos de reclamação de pedestres e moradores.

Na Covanca, a Rua Doutor Pio Borges, esquina com a Travessa Ministro Salgado Filho, um poste tem assustado moradores do entorno. Além da falta de iluminação por toda a travessa, o equipamento localizado na esquina das vias encontra-se danificado, com ferros à mostra.

“Em São Gonçalo tem muitos postes velhos e sem manutenção. Em alguns lugares até que receberam novos, mas em outros, como aqui, não tem. Acredito que isso ainda prejudique a iluminação, pois a cada vento falta luz, deve ser a base do aparelho, que está solta e balança fácil”, opina o comerciante José da Silva, 35.

A concessionária Enel Distribuição Rio, responsável pelos postes, informou que enviou uma equipe técnica para averiguar os equipamentos de São Gonçalo e não identificou postes com risco de queda. A distribuidora também ressaltou que enviará uma equipe aos endereços mencionados em Niterói, para averiguação.

Segundo a empresa, técnicos da companhia realizam a inspeção periódica dos postes de toda área de concessão para identificar a necessidade de substituição e manutenção dos mesmos. “Quando uma das estruturas é identificada com alguma deformidade, ela passa por uma manutenção emergencial para, na sequência, entrar no cronograma de substituição”, diz a nota.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top