Assine o fluminense

Procissão de São Jorge percorre ruas do Centro

Celebração reuniu fiéis em agradecimento ao santo guerreiro

Milhares de pessoas acompanharam a procissão em homenagem ao santo guerreiro

Foto: Douglas Macedo

A tradicional procissão em homenagem a São Jorge reuniu milhares de devotos em Niterói, que percorreram as ruas do Centro, no início da noite desta terça-feira (23). Os festejos na Igreja de São Jorge, porém, começaram logo cedo, com a tradicional alvorada, às 6h. Uma missa campal, ministrada pelo padre João Claudio, ocorreu logo em seguida, às 6h30, e às 8h, o padre Juvaldes celebrou outra missa.

“São Jorge é uma fé que carrego desde sempre, sou sozinho e me apego a ele. Não sei nem explicar como essa identificação surgiu, nunca fui religioso. Sai de Itaipú só para vir homenageá-lo”, explica emocionado Eduardo Gazal, funcionário público de 55 anos.

Dando sequência às comemorações, às 10h aconteceu mais uma celebração, desta vez tendo à frente Dom Luiz. Às 12h, o celebrante foi o padre André; e às 14h, padre Ronnie. Às 15h30 foi rezado o “Terço da Misericórdia”, e às 16h30, mais uma missa campal com Dom Alano.

“O público é, em média, de cinco mil pessoas ou mais. É um santo muito popular, principalmente entre militares, policiais e bombeiros, e também em outras religiões. É a maior festa católica da cidade e a mais bonita”, elogia Maria Araújo, que há dez anos atua na comissão da procissão de São Jorge em Niterói.

Às 18h, aconteceu a tradicional procissão para o santo guerreiro, que percorreu as ruas Marechal Deodoro, Barão do Amazonas, São João, Luiz Leopoldo Fernandes Pinheiro, Conceição, Visconde de Sepetiba e retornou à igreja pela Marechal Deodoro.

“Estou muito feliz de poder homenagear meu santo de devoção mais uma vez. Sofri um acidente em fevereiro, me machuquei muito, mas sobrevivi e estou aqui para agradecer”, conclui o aposentado Antônio Luiz Macedo, de 71 anos.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top