Assine o fluminense

Procon autua mercado em São Gonçalo e agência bancária em Maricá

Mais de 100kg de produtos impróprios ao consumo foram descartados

Fiscalização foi realizada em razão de uma solicitação do Ministério Público

Divulgação

Os fiscais do Procon Estadual realizaram uma ação de fiscalização nesta sexta-feira (31) em razão de solicitação do Ministério Público. Foram vistoriados quatro estabelecimentos: um em Maricá e os demais em São Gonçalo. Foram autuados dois locais e descartados mais de 100kg de produtos impróprios ao consumo.

No Mercado Sol Maria Rita, em São Gonçalo (Rua Maria Rita, 630, loja 16), foram encontrados 95kg e 200g de presunto e 1kg e 200g de sobremesa de iogurte vencidos. Outros produtos na geladeira do estabelecimento estavam sem informação sobre fracionamento e sua nova data de validade devido a manipulação.

Entre eles, havia 4kg e 500g de presunto perdigão fatiado, 6kg e 600g de pontas de frios e queijos misturados. Também foram constatados problemas estruturais.

Na área do açougue, os pisos e ralos estavam quebrados; na câmara frigorífera, o piso era rugoso; na câmara de congelados, o piso era rugoso e havia pallet de madeira. Já na padaria eram péssimas as condições de higiene e o piso também era rugoso. Os fiscais determinaram a limpeza imediata da padaria e prazo de 15 dias para sanar as demais irregularidades.

Havia botijões engatados para uso no setor da padaria sem ter autorização do Corpo de Bombeiros. Os bicos de saída de gás foram interditados pela fiscalização e foi dada a ordem de que os botijões sejam retirados por pessoas habilitadas. Todos os produtos foram inutilizados na presença dos fiscais.

Na filial do Itaú em Maricá (Rua Domício da Gama, 183), os fiscais constataram que não existia dispositivo de privacidade entre os caixas de atendimento presencial e nem entre os caixas eletrônicos. Além disso, não era feita a autenticação eletrônica no próprio documento, não havia cartaz informando sobre o não recebimento de contas de consumo, o guarda-volume da agência não funciona com chave individual e não há caixa eletrônico adaptado compatível com a altura de um cadeirante.

Em retorno a uma filial dos Supermercados Extra (Avenida São Gonçalo, 100 – São Gonçalo), os fiscais constataram que as irregularidades que haviam foram sanadas. No Carrefour, localizado na Rua Dr Oliveira Botelho, 349, em São Gonçalo, não foram encontradas irregularidades.

 
Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top