Assine o fluminense

Projeto da UFF incentiva inclusão de autistas

Universidade desenvolveu em 2010 o grupo de pesquisa e extensão Ambiente Digital de Aprendizagem para Criança Autista (Adaca)

Em abril foi comemorado o Dia Mundial de Conscientização do Autismo. Instituída pela ONU em 2008, a data tem como foco combater a ignorância acerca dessa condição que afeta 70 milhões de pessoas, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Com o objetivo de garantir a inclusão digital e, principalmente, a inclusão social de crianças autistas, a Universidade Federal Fluminense desenvolveu em 2010 o grupo de pesquisa e extensão Ambiente Digital de Aprendizagem para Criança Autista (Adaca), no campus de Volta Redonda. 

A equipe aliada ao projeto conta com quatro docentes, uma fonoaudióloga, um psicopedagogo e 20 alunos – dos cursos de Psicologia, Física Computacional, Matemática Computacional, Engenharia e Ciências da Computação –, desenvolvendo ferramentas digitais que colaboram para o aperfeiçoamento da comunicação de crianças com o transtorno de espectro autista. Atividades complementares no ensino de matemática, português e música são os principais meios de introduzir as ferramentas computacionais articuladas, favorecendo a socialização de doze crianças inseridas no projeto. 

Os jogos criados pelo Adaca são testados e analisados a partir de seu uso pelos autistas no Laboratório de Ambiente Digital de Aprendizagem para Criança Autista (Ladaca) e divididos em ambientes equipados que facilitam avanços e mudanças de comportamento dos pequenos. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top