Assine o fluminense

Projeto social forma novos cozinheiros

Os alunos do projeto social Energia do Sabor concluem hoje o curso de formação de cozinheiro internacional. Os estudantes – jovens de comunidades de Niterói e São Gonçalo, com idades entre 18 e 25 anos, – tiveram nove meses de aulas práticas em uma cozinha modelo, onde prepararam diversos pratos da gastronomia internacional, passando por técnicas europeias e asiáticas, por exemplo, além da própria cozinha brasileira. O curso incluiu ainda aulas teóricas sobre temas como mercado de trabalho, cardápio e precificação de produtos, totalizando um ano de curso. A iniciativa é uma parceria entre a CEG, empresa do grupo Gas Natural Fenosa; e a Universidade Unilasalle.

De acordo com Fernanda Amaral, responsável pela responsabilidade social da CEG, o projeto Energia do Sabor nasceu do programa de voluntariado da empresa e deu tão certo que, há cinco anos, é integralmente custeado pela empresa. 

“Desde 2013, quando formamos a primeira turma, cerca de 100 jovens concluíram o curso e 98% já estão empregados”, explica Fernanda.

A alta empregabilidade é resultado da grande demanda por profissionais qualificados em restaurantes e hotéis do Rio de Janeiro e Niterói, da qualidade do curso da Unilasalle e do empenho dos professores e alunos do projeto. “Antes mesmo da formatura, somos procurados por diversos restaurantes, já interessados em contratar os alunos”, afirma Vicente Maia, coordenador do curso na Unilasalle.

A seleção dos estudantes leva em conta a renda familiar dos alunos (até três salários mínimos), entrevista pessoal, análise de currículo e avaliação psicológica. Todos recebem vale-transporte e alimentação durante o curso.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top