Assine o fluminense

Queda de temperatura e previsão de ressaca no Estado

Frente fria com grande nebulosidade deve permanecer até sexta. Rio registrou rajadas de vento com até 80 km/h

Temperaturas devem subir apenas na sexta-feira

Foto: Colaboração / Carolina Ribeiro

A frente fria que chegou no Estado na tarde de terça-feira (13) trouxe chuva para o Rio de Janeiro e deixou o clima mais ameno e mar agitado. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o Rio registrou a segunda maior rajada de vento do ano, de 81,0 Km/h. A previsão é que a nebulosidade diminua já na quinta-feira (15), mas o tempo só deve esquentar a partir de sexta (16). 

O Climatempo informou que a frente fria permanecerá no Estado e que a grande nebulosidade, falta do sol e presença do ar frio de origem polar são responsáveis por deixar a temperatura baixa. Apesar da sensação de frio, principalmente na Região Metropolitana, não há expectativa de recordes. A chegada da frente fria ajudou a furar um bloqueio atmosférico da massa de ar seco sobre o estado.   

De acordo com as medições realizadas pelo instituto, a estação meteorológica do Forte de Copacabana, no Rio, registrou a segunda maior rajada de vento do ano entre 12 horas e 13 horas. Outras duas rajadas com 80 km/h foram observadas entre 13 horas e 15 horas.  

Na terça, a ponte Rio-Niterói chegou a operar em sistema de comboio, reduzindo a velocidade de motoristas, durante o fim da manhã e início da tarde por causa da ventania. O acesso ao Cristo Redentor chegou a ser suspenso por medida de segurança, devido aos fortes ventos, assim como o funcionamento do Bondinho do Pão de Açúcar. O recorde de rajada forte foi registrado também neste mês, no último dia 2, com ventos de 85,7 Km/h.  

Ressaca 

A Marinha do Brasil informou que ondas de até 3 metros de altura podem atingir a orla do Rio até às 9h de quinta-feira (15). Entre as recomendações estão: não permanecer em mirantes na orla ou em locais próximos ao mar durante o período de ressaca. Os pescadores devem evitar navegar durante o período de ressaca, e os ciclistas andar de bicicleta na orla caso as ondas estejam atingindo a ciclovia. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top