Assine o fluminense

Trânsito muda no entorno do novo mergulhão do Centro

Uma das alterações está na Av. Feliciano Sodré, que ganha mais um trecho para circulação de veículos de passeio

A Manoel Pacheco de Carvalho segue com mão dupla, mas deixou de ser opção para quem vem do Fonseca. Já veículos de passeio que estiverem na Feliciano, ganharam nova opção para acessar o mergulhão

Foto: Evelen Gouvêa

Motoristas que trafegam pelas vias de entrada e saída de Niterói e passam por vias próximas ao Mergulhão da Praça Renascença, no centro da cidade, ainda estão confusos com algumas mudanças realizadas na região. 

No sentido Fonseca da Avenida Feliciano Sodré, por exemplo, não era permitido o tráfego de veículos leves em seu trecho entre a Rua Visconde de Itaboraí e a Praça Renascença. Agora, no entanto, é possível trafegar apenas até a Avenida Washinton Luís, sendo proibido circular com veículo de passeio no restante da via até o mergulhão. Quem acessar a Feliciano Sodré, e desejar pegar o mergulhão, deve entrar na Rua Barão do Amazonas ou na Avenida Washinton Luís, em seguida virar na Rua Saldanha Marinho e seguir pela Rua Manoel Pacheco de Carvalho, até o mergulhão.

Por falar na Rua Manoel Pacheco de Carvalho, esta segue em mão dupla: a diferença é que a via deixou de ser uma opção para veículos que vêm da Alameda São Boaventura e da BR-101.

Procurada, a Prefeitura de Niterói informou que o sistema de mão dupla da Rua Manoel Pacheco de Carvalho continua porque tem dado bom fluxo aos veículos nos dois sentidos. 

Ainda segundo o Executivo, o trecho da Avenida Feliciano Sodré em direção ao Mergulhão (depois da Avenida Washinton Luís) está restrito a ônibus.

A prefeitura lembra que, para quem estiver na Avenida Feliciano Sodré em direção ao Centro e desejar retornar e voltar e ter acesso à Rua Saldanha Marinho, não precisa ir à Avenida Visconde do Rio Branco, pode entrar na rua Visconde de Itaboraí (à direita), dobrar na Rua Silva Jardim, pegar a Rua Barão do Amazonas, atravessar a Avenida Feliciano Sodré, seguir a Rua Barão do Amazonas e dobrar na Rua Saldanha Marinho. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Cidadão Indignado
Fizeram uma obra fenomenal mas não deixaram um retorno para a Alameda (para quem vem da BR e Ilha da Conceição) e para piorar não podemos mais virar a esquerda passando por baixo do viaduto (que é o acesso mais fácil para seguir para a Alameda). O engarrafamento continua gigantesco no sentido Marquês do Paraná e quem precisa ir para a Alameda é obrigado a pegar o trânsito intenso até o 12° Batalhão para retornar. Se tivessem feito o retorno embaixo do viaduto da Praça Renascença ou continuassem a permitir a virada à esquerda muitos carros deixariam de "contribuir" para o engarrafamento que continua se estendendo pela Marquês do Paraná e Feliciano Sodré!!!!
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

srinaldo
Bom anexar um mapinha pra gente entender melhor a explicação.
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

CARLOS AUGUSTO SILVA
quem não mora em Niteroi entendeu tudo,na verdade ate quem mora em Niteroi não entendeu foi nada!!!
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Rosemary Vieira
Para chegar à Niterói, via Manilha, ficou muito mais demorado. Levava em média 1 hora e 50 minutos de viagem. Agora, cerca de 2 horas e meia. E faço isso pelo menos três vezes na semana.
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Scroll To Top