Assine o fluminense

Tragédia anunciada na Zona Sul de Niterói

Barranco cedeu em terreno de Icaraí, e árvore ameaça vir ao chão

 

Douglas Macedo

Desde o início da semana, quando a Região Metropolitana do Rio de Janeiro foi castigada pela chuva, quem mora próximo ao número 425 da Rua Coronel Moreira César, em Icaraí, Zona Sul de Niterói, não consegue ter uma noite agradável de sono. O motivo? Uma árvore – com mais de 60 anos, segundo as pessoas – que ameaça cair a qualquer momento e causar uma tragédia, após o deslizamento de parte de um terreno que aconteceu na última terça-feira (9). 

“A gente já vem alertando sobre o risco da queda dessa árvore há anos. Mas com a chuva que caiu essa semana, a situação ficou ainda pior depois que parte do terreno veio abaixo. Nosso medo é que a árvore caia e machuque alguma pessoa. Ela vai atingir a rede elétrica e causar uma tremenda bagunça aqui na rua. É preciso resolver o problema o quanto antes”, reclama a instrumentadora cirúrgica Rosa Salgado, de 63 anos, que mora na Coronel Moreira César há mais de dez anos. 

“As pessoas estão assustadas com toda essa tragédia do Rio de Janeiro. Foram dez pessoas que perderam suas vidas. Em algumas situações, foram por conta da imprudência do poder público, e a gente não quer que isso ocorra em nossa cidade”, completou a moradora. 

Para alertar as pessoas do risco no local, um grupo de taxistas com um ponto na Moreira César usou uma faixa para interditar parte da calçada. 

“A gente fez isso porque sabe o risco que as pessoas correm ao passar por esse ponto da calçada. Nosso ponto funciona há seis anos nesse mesmo local, e esse terreno sempre foi abandonado. Olhe o tamanho dessa árvore e perceba o dano que ela pode causar caso ela caia. Todo o mundo que passa por aqui se assusta”, disse o taxista José Felipe, 71 anos.

A moradora Rosa Salgado (à esquerda) teme por um grave acidente. Taxistas como José Felipe isolaram a área para proteger a população da região

Douglas Macedo

De acordo com os moradores do bairro, o terreno está sem movimentação e os devidos cuidados há anos, por conta de uma briga judicial. 

Na tarde desta sexta-feira (12), uma equipe da Defesa Civil de Niterói esteve no local para avaliação de risco do terreno. 

“O pessoal da Defesa Civil esteve aqui e entregou um papel com um número de protocolo para o meu esposo, mas ali não explica nada sobre o que pode ocorrer nesse terreno. É preciso uma resposta rápida para essa situação”, finalizou Rosa Salgado. 

Procurada, a Prefeitura de Niterói informou que a Defesa Civil vistoriou o local, que já se encontrava sinalizado pelo órgão, e realizou a interdição da área. O proprietário, que não foi encontrado, será identificado através da Secretaria de Fazenda para ser notificado pelo Departamento de Fiscalização de Posturas para que providencie o reparo. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Luck
Tragédia anunciada são encostas sem proteção, várias famílias, várias casas, isso sim é tragédia anunciada... dêem uma visita nas comunidades de Niterói para verem.
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Sebastião
A prefeitura vai esperar agravar a situação para tomar providencias? Por que não faz o que tem que ser feito e depois briga com o proprietário. O risco não é só atingir pessoas, mais destruir toda a rede de energia de um quarterão, as residencias e os comércios da área vão ficar sem luz por dias. A defesa civil tem que proteger e não esperar acontecer. OBS: Se a árvore cair derrubando a rede pode levar a queda de vários postes (efeito dominó).
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Veja também

Scroll To Top