Assine o fluminense

Transporte: mulheres denunciam assédio

Na pesquisa, foram ouvidas 1.081 brasileiras em diversas regiões do país

Pesquisa dos Institutos Patrícia Galvão e Locomotiva, em parceria com uma empresa de transporte por aplicativo, confirmou que o assédio sexual está presente na maior parte das mulheres brasileiras, ao apontar que 97% dizem já ter sido vítimas de assédio em meios de transporte. Outras 71% conhecem alguma mulher que já sofreu assédio.

Para fazer a pesquisa sobre violência contra a mulher no transporte, foram ouvidas 1.081 brasileiras em diversas regiões do país e que utilizaram transporte público e por aplicativo nos três meses anteriores à data do início do estudo, em fevereiro.

Segundo o levantamento, 72% das entrevistadas dizem que o tempo de locomoção entre a casa e o trabalho influencia na decisão de aceitar um emprego ou permanecer nele. Ainda assim, 46% das entrevistadas não se sentem confiantes para usar meios de transporte sem sofrer assédio sexual. 

A segurança no meio de locomoção é o fator que mais preocupa as mulheres, que relatam situações das mais variadas.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top