Você faz a notícia

40 personagens e muito humor

A peça "Desesperados" aborda a solidão de três personagens

Pedroca Monteiro, Marcus Majella e Pablo Sanábio vivem tipos que têm em comum carência emocional.

Foto: Divulgação

Estreia, na sexta-feira (17), às 21h, no Teatro Abel, a peça “Desesperados”, estrelada por Marcus Majella, Pedroca Monteiro e Pablo Sanábio. Com a estrutura cênica um pouco diferente do usual, o texto de Fernando Ceylão faz uma sátira da solidão no mundo contemporâneo. Ao todo são mais de 40 personagens interpretados pelos três atores que contaram apenas com a simplicidade do jogo teatral para ajudar o público na identificação de cada um. 

“Tenho três atores ótimos, especiais, talentosos e rápidos. Acaba sendo fácil dirigi-los. Uma das grandes diversões da peça é ver como eles se viram bem e contornam cada personagem sem nada além da expressão corporal e entonação da voz”, elogia o diretor, João Fonseca. 

O espetáculo pode ser interpretado, inicialmente, como uma divertida peça de esquetes. Na realidade, todos os personagens, como comenta o mineiro Pablo Sanábio, são importantes na composição da história, principalmente a dos personagens principais Marcondes (Majella), Bia (Sanábio) e Ricardo (Pedroca). Todos eles têm algo em comum: a solidão. De tão sozinhos chegam a forçar conversas com desconhecidos com quem esbarram na rua. 

“De tão sozinhas e carentes, essas pessoas acabam se tornando hilárias. O meu papel é tirar humor de tudo. Até mesmo quando estou triste e carente tiro sarro de mim”, comenta Marcus Majella. 

A ideia da peça surgiu como um presente para os fãs do ator e o desejo por se reinventar como artista. O texto foi sugerido por seu amigo e companheiro de cena da série “Vai Que Cola”, o ator Sílvio Guindane.

“O Sílvio me ligou: ‘Marquinhos, você me pediu uma peça, estou lendo uma do Ceylão que é maravilhosa. Achei a sua cara’. Logo na primeira leitura nos divertimos muito. Convidamos o Pedroca Monteiro para o elenco e o João Fonseca para a direção”, conta. A química entre os atores e o diretor facilitou na construção do espetáculo que iniciou no começo do ano e, agora, está em Niterói. 

O Teatro Abel fica na Rua Mário Alves, 2, Icaraí, em Niterói. Sexta-feira (17) e sábado (18) às 21h; domingo, às 20h. Preço: R$ 80 (inteira). Censura: 12 anos. Telefone: 2195-9800. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top