NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Anos 70 influenciam show de voz e violão

Show acústico vai contar com canções do disco “Voador” e outras da carreira do artista

Foto: Divulgação/Stefany Pollak

Domingo (10), às 11h, tem “Música na Varanda”, no Centro Cultural Paschoal Carlos Magno, no Campo de São Bento, com o músico capixaba André Prando.

O show será no formato voz e violão, com, aproximadamente, 1h30 de duração. No repertório, músicas do novo álbum, como a canção “Voador”, além de um passeio pela coletânea da carreira do artista, que completa oito anos em 2019.

“Estou muito feliz e ansioso, pois é a primeira vez que toco na cidade de Niterói. Aliás, poucas vezes toquei no Rio, apenas duas, sendo uma no lançamento do meu último disco, o ‘Voador’. Tocarei em acústico, que é o estilo que amo fazer porque emociona e dá para sentir ainda mais a presença do público”, conta André, que adianta um pouco mais sobre o repertório do show: “Majoritariamente, as músicas serão do álbum novo. As outras serão da minha carreira e também de outros artistas que remetem ao interior do Brasil, que eu tanto amo”.

Diferente de muitos artistas que têm em alguma referência familiar uma fonte de inspiração para entrar no mundo musical, André teve esse interesse sozinho. Ainda na adolescência, conseguiu o seu primeiro violão, que o ajudou a começar a compor.

“Foi uma descoberta muito legal e minha. Eu comecei escrevendo poesias na infância. Quando cheguei na adolescência, quis transformar essas poesias em músicas. Então, posso dizer que minha vontade de ser músico foi natural”, revela.

Influenciado por grandes nomes da música brasileira dos anos 70 como Belchior, Alceu Valença, Sérgio Sampaio e Milton Nascimento, André busca encontrar, no cotidiano, referências para as suas composições.

“O lema da minha vida é um trecho de uma música do Belchior que diz: ‘Tenho ouvido muitos discos/Conversado com pessoas/Caminhado meu caminho/Papo, som, dentro da noite’. Isso para mim significa muito, porque tudo o que eu vivo de certa forma acaba se tornando uma influência. As coisas que leio, conversas das pessoas, a natureza... Tudo acaba contribuindo para o meu trabalho”, explicar o cantor. 

O Centro Cultural Paschoal Carlos Magno fica na Rua Lopes Trovão, s/nº, Icaraí, em Niterói. Domingo, às 11h. Entrada franca. Classificação: livre. Telefone: 2610-5748. 

Scroll To Top