Assine o fluminense

Antunes Filho morre aos 89 anos

Diretor era considerado um dos principais nomes do teatro brasileiro.

Antunes Filho foi internado em abril, quando descobriu câncer de pulmão

Foto: reprodução

Morreu na noite da última quinta-feira (2), aos 89 anos, o diretor de teatro Antunes Filho, considerado pela crítica especializada um dos principais nomes do teatro brasileiro. 

Antunes foi internado  dia 22 de abril, após sentir um mal-estar. Foi diagnosticado com um câncer de pulmão em estágio avançado. Morreu às 21h30 do dia 2 de insuficiência respiratória.

Mesmo aberto ao público, o velório do diretor, ocorrido na sexta-feira, dia 3, manteve um certo clima intimista. O caixão foi colocado no palco do Teatro Anchieta, no Sesc Consolação, no centro da capital paulista. Na plateia, amigos, colegas de trabalho e antigos alunos, vários visivelmente emocionados, mantinham silêncio.

Do lado de fora, personalidades da classe artística conversavam com os jornalistas, lembrando o legado de Antunes para o teatro e a formação de atores.

Legado – Nascido em São Paulo, José Alves Antunes Filho foi um dos discípulos dos diretores do Teatro Brasileiro de Comédia. Ficou conhecido por desenvolver um método teatral experimental que formou diversas gerações de atores. Nos anos 1980, criou o Centro de Pesquisas Teatrais (CPT), grupo de produção, formação e desenvolvimento de métodos de interpretação para o ator. Antunes desenvolveu uma obra fortemente ligada à política e à renovação estética nos anos 1960 e 1970.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top