Assine o fluminense

Da internet para o palco

O humorista Arnaldo Taveira traz para o Teatro Eduardo Kraichete, de sexta a domingo, a peça ‘Bispo Arnaldo’, sátira que é promessa de muitas risadas

A peça homônima é uma sátira aos cultos produzidos por pastores midiáticos e segue toda a liturgia de um culto evangélico

Foto: Divulgação

Considerado o maior líder espiritual de todos os tempos (segundo o próprio), o novo fenômeno da internet brasileira, Bispo Arnaldo, traz aos palcos do Teatro Eduardo Kraichete sua Igreja Evangélica Pica das Galáxias (IEPG). A peça homônima é uma sátira aos cultos produzidos por pastores midiáticos e segue toda a liturgia de um culto evangélico com louvores, pregação, curas, exorcismo e etc. Ela estará em cartaz nesta sexta (17), sábado e domingo e seu formato é todo baseado nos vídeos do YouTube.

“Muita gente pedia. O público pedia, os amigos me incentivavam e falaram que eu deveria fazer um show de humor do personagem. Mas o incentivo maior veio do meu amigo, o humorista Márcio Américo, que me deu dicas de como começar a escrever um show e me deu dicas diversas sobre stand-up”, relata o ator da peça, Arnaldo Taveira, que fez sua primeira apresentação em setembro de 2016 na cidade de Petrópolis, cidade natal de Arnaldo.

“No mês de dezembro daquele ano, já estava dividindo palco com Paulinho Serra em um show em Três Rios, produzindo o meu próprio show em São Paulo, onde participaram o Márcio Américo e o humorista Marcelo Marrom. Dali em diante, não parei mais”, conta.

O “culto” é todo feito com piadas inéditas, que não constam nos vídeos, mas a postura do personagem é a mesma. A interação com a plateia e atmosfera do teatro fazem com que o personagem ganhe vida. Algo completamente diferente do que é visto nas telas dos celulares, apesar do conteúdo parecido.

Falar sobre Deus é sempre um assunto complicado, ainda mais no Brasil, onde nossas raízes e costumes são baseados no catolicismo. Sendo assim, não demorou muito para Arnaldo ser criticado pelo seu trabalho.

“Na verdade, a minha crítica é contra falsos pastores, quem é pastor de verdade não se vê nela. Em todos os casos em que sofremos tentativas de censura, os shows lotaram e os censores foram duramente criticados. A maior parte da opinião pública sempre ficou do nosso lado”, relembra. 

Assim como há quem critique no meio evangélico, também há quem o apoie. Curiosamente, boa parte do público que vai assisti-lo segue alguma religião.

“Em um show em Macaé, pedi para que os cristãos levantassem a mão e 80% do teatro levantou. Poderia estimar que cerca de 30% do meu público é formado por evangélicos. Por diversas vezes também, recebi pastores em meu camarim que elogiaram o espetáculo”, admite.

Apesar de todas as críticas, seu espetáculo só tem a crescer e ficar mais conhecido. Da última vez que foi a Lisboa, Arnaldo Taveira foi reconhecido por algumas pessoas na rua, além de almoçar com um fã português.

“As estatísticas nos mostram que temos cerca de 12 mil seguidores morando em Portugal, então é perfeitamente possível realizar um show lá futuramente. Já recebemos propostas via e-mail e estamos considerando um possível show em maio de 2019. Então, posso dizer que há grande possibilidade do primeiro show internacional acontecer em Portugal, em segundo lugar apostaria nos Estados Unidos, onde temos 6 mil seguidores loucos por uma apresentação”, conclui. 

O Teatro Eduardo Kraichete fica na Av. Roberto Silveira, 123, em Icaraí, Niterói. Dias 17, 18 e 19 de agosto, sexta e sábado às 21h, domingo às 20h. Preço: R$60 (inteira) e R$30 (meia). Classificação: 18 anos. Telefone: 2710-1348

 

 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top