NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Entre orixás, uma festa para Paulo César Pinheiro

Cantora traz as canções do álbum “Chão de Terreiro”, com composições de Pinheiro

Divulgação

A cantora baiana Glória Bomfim abre as apresentações do Projeto “Clássicos do Samba” nesta quarta-feira (8) no Teatro Municipal de Niterói. No show, Glória estará lançando seu mais novo CD “Chão de Terreiro”, uma continuação do CD “Santo e Orixá”, lançado em 2007.

O disco é composto por 13 músicas inéditas escritas por Paulo César Pinheiro e confiadas a Glória pelo próprio compositor, que é um ícone de inspiração para a vida da cantora. O disco foi batizado de “Chão de Terreiro” por falar de orixás, por conta da vida espitirual da baiana, que foi toda dentro de um terreiro, e pela mensagem que é passada.

O repertório do show ficará por conta das músicas do disco e algumas canções de cantores clássicos do samba, que estão sempre presentes nos shows da cantora.

“O repertório não vai ficar todo em cima de “Chão de Terreiro”, vão ter umas duas ou três músicas de Roque Ferreira, depois vem o samba de roda, que é aquele samba pesado que é o que eu amo, que eu aprendi com a minha mãe, aquele verdadeiro samba de roda, que eu me identifico muito”, assumiu a cantora.

Para Glória, participar desse projeto em homenagem aos 70 anos do compositor que tanto admira é gratificante porque conta toda a sua história. Além disso, a cantora deseja fazer uma linda festa para Paulo César Pinheiro durante o show. 

Dona de uma das mais expressivas e verdadeiras vozes do samba, a cantora representa a cultura dos terreiros de candomblé, trazida pelos negros africanos e mantida no Brasil.

O projeto “Clássicos do Samba” em homenagem aos 70 anos de Paulo César Pinheiro também contará com outros três shows, de quarta a sábado. No dia 9, às 19h, será o Jequitibá do Samba, no dia 10, às 20h, o Samba do Ouvidor e no dia 11, às 20h, o Samba de Fato.

 
Scroll To Top