Assine o fluminense

arrow

Dora e Paulo Roberto Cecchetti comemoram 10 anos do evento literário “Escritores ao ar Livro”, na Praça Getúlio Vargas, em Icaraí. O encontro reúne amantes das letras e das artes.

arrow

Carnacopa - Nem parecia um evento esportivo tão grandioso como a Copa do Mundo que estava acontecendo. Niterói ficou silenciosa sem manifestação sequer nas ruas da Zona Sul. Enquanto isso, no Leblon, precisamente na Ataulfo de Paiva, era só alegria a festa que uma multidão verde-amarela fez até altas horas. Prefiro aqui.

banner

Salgados 

Alguns torcedores aterrissados na Rússia assistindo a Copa reclamam dos preços dos produtos que estão sendo vendidos na loja oficial de Moscou. O lobo Zabivaka, mascote da competição, custa em média R$ 200. A bola Telstar sai por R$ 230. As matrioskas, tão populares no país, são vendidas por R$ 470. Já a camisa da seleção russa custa R$ 400.

Point 

Em Lisboa, um dos locais mais procurados e disputados pelos brasileiros antenados e com bolsos recheados para assistir pela televisão os jogos da Copa é o bar Hotel Pestona CR7, no centro da capital. O astro do futebol Cristiano Ronaldo detém 5% da sociedade da casa, que foi aberta em 2016, e caprichou nos mimos aos torcedores. 

Alerta  

Esperar táxi/Uber ou uma carona é sempre dentro do prédio, do lado de fora corre-se riscos. E como! Uma amiga da coluna teve sua bolsa arrancada e acompanhada da voz de um pivete: “Já era, tia!”. Contando, ela revelou que o que mais a deixou furiosa, pasmem, foi o “tia”.

É big 

No dia 12 de setembro, o cantor e compositor Martinho da Vila vai festejar seus 80 anos no palco do Teatro Municipal de Niterói. Também vai lançar o livro “Conversas cariocas”. 

arrow

Felicidades - Aniversariou ontem o prefeito Rodrigo Neves. Ele que foi homenageado pela mulher, Fernanda Sixel, com bela declaração de amor acompanhada de fotos que mostram a trajetória dos dois, eternos namorados há 25 anos. À noite, Rodrigo jogou bola com os amigos no Country Club.

arrow

Tal qual - A escritora Tatiana Salem Levy esteve no Programa do Bial falando sobre a relação Brasil-Portugal no meio literário e ressaltou a síndrome brasileira de emigrar para o país de Eça de Queiroz, onde ela mesma morou por 10 anos. Disse que lá o desemprego está tão grande ou pior do que aqui. Já tem gente voltando.   

banner

Scroll To Top