NITERÓI/RJ
Min:   Max:

A experiência da desencarnação

Espetáculo é uma adaptação feita pela atriz Ana Rosa do livro homônimo de Vera Lúcia Marizeck

Divulgação

Ana Rosa

Divulgação

Estreia nesta sexta-feira (26), no Teatro Abel, mais uma temporada do espetáculo “Violetas na Janela”, uma adaptação da atriz Ana Rosa do livro homônimo de Vera Lúcia Marizeck, com direção da própria atriz e Guilherme Corrêa.

Com leveza e pequenos toques de humor em momentos lúdicos, a peça trata da vida após a morte a partir do falecimento de Patrícia. O espetáculo é composto por 13 atores que se revezam no palco durante a apresentação e se tornam mais um atrativo para o público presente.

“A ideia de fazer a adaptação surgiu quando, em 1995, uma filha minha, às vesperas de completar 19 anos, desencarnou. Ganhei esse livro de uma vizinha, depois meu marido ganhou de um amigo, depois uma outra filha também ganhou de uma amiga e ele veio às minhas mãos por três vias. Então, surgiu a ideia de fazermos um espetáculo com a adaptação do livro que já era um best seller na época. Falamos com a psicógrofa Vera Lúcia, pedimos autorização e estreiamos em maio de 1997”, conta a atriz Ana Rosa.

Patrícia, a personagem principal, é uma garota que desencarnou aos 19 anos e acordou em uma colônia espiritual onde a vida continua. A garota pode falar de suas descobertas, dúvidas, necessidades, da busca pelo auto conhecimento, seus receios, afetos e amores.

A colônia é um lugar feliz, onde existe verdadeiramente o livre arbítrio e o amor e o respeito impera acima de tudo, mas, no decorrer do espetáculo, a menina nota que existem lugares mais e menos felizes no universo após a morte, para onde as pessoas vão depois que desencarnam. Depende de quem elas foram durante a vida.

Ana Rosa também explica que o texto abordado na peça é mais acessível, voltado diretamente para os jovens por ter um olhar da Patrícia.

 

Divulgação

Apesar de antigo, o tema “morte e reencarnação” retratado no espetáculo é visto como um tabu para muitas pessoas, mas, ainda sim, atrai atenção. Para Ana Rosa, o assunto atiça cada vez mais a curiosidade do público e isso ajudou no sucesso de sua peça.

“Violetas na Janela” está há 22 anos em cartaz e passou por todo o Brasil em diferentes temporadas. A estreia foi no Teatro Vanucci, em 1997, onde se manteve em cartaz durante nove meses e foi a peça teatral de maior público daquele ano.

Scroll To Top