Assine o fluminense

Fauna, flora e cultura na telona

9º Festival Internacional do Audiovisual Ambiental traz a Niterói 34 produções focadas em ecologia

Entre os nove longas selecionados, estão os filmes “Amazônia, O Despertar da Florestania” e “O Jabuti e a Anta”

Foto: Divulgação

Hoje, os espaços Cine Arte UFF e Reserva Cultural Niterói recebem, pela primeira vez, a 9ª edição do Festival Internacional do Audiovisual Ambiental, o Filmambiente, que acontece até 10 de abril, com entrada franca em todas as exibições. No Cine Arte UFF, as sessões acontecem sempre às 19h; e no Reserva Cultural, às 21h. 

O evento contará com uma mostra competitiva, além de exibições de 34 filmes, entre longas, médias e curtas-metragens nacionais e internacionais, que abordam temas relacionados à ecologia e meio ambiente. 

Terão, também, sessões-debate, como a de “Amazônia, O Despertar da Florestania”,  que será amanhã (5), às 19h, e contará com a presença dos diretores Christiane Torloni e Miguel Przewodowski. A diretora-geral Suzana Amado conta que aproveitou o “Niterói, Cidade do Audiovisual”, parceria entre a Prefeitura e o Ministério da Cultura, para trazer o festival.
 
“Fazer o evento aqui abre novas frentes e possibilidades. Além do que, hoje, falar das questões ambientais tem que fazer parte do dia a dia, porque não é só aquecimento global, falta de água, poluição. É muito mais amplo do que isso”, explica Suzana. A programação completa pode ser conferida no site (www.filmambiente.com). 

 

Foto: Divulgação

Confira as estreias da semana 

A semana começa com um longa que dá um show de ambientação. “Duas Rainhas”, de Josie Rourke, concorreu ao Oscar 2019 na categoria de Melhor Figurino, e retrata um drama histórico que se passa no acontecimento chamado de Rebelião do Norte. 

No período, a jovem escocesa Mary é prometida à Francis, filho mais velho do rei Henrique II e é levada à França. Porém, quando Mary chega, Francis morre e ela volta à Escócia, decidida a derrubar a Rainha da Inglaterra, Elizabeth I, que é sua prima. 

Protagonizado por Rodrigo Santoro, “O Tradutor” é um drama cubano que conta a história de um professor de literatura russa da Universidade de Havana, que é encarregado de trabalhar como tradutor para crianças que sobreviveram ao desastre de Chernobyl e foram enviadas à Cuba para tratamento. 

De Jafar Panahi, a produção iraniana “3 Faces” é um drama que retrata a vida de uma famosa atriz que vê um vídeo de uma menina implorando por ajuda, pois vive sob a opressão de sua família ultraconservadora. Com a ajuda de seu amigo, a atriz descobre que o vídeo é real e decide ajudá-la. Então, parte, de carro, para a aldeia onde a menina mora, nas montanhas do norte do Irã, um lugar que permanece com rigorosas tradições enraizadas na cultura local.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top