Assine o fluminense

Homenagem a um talento

Em cartaz no Teatro da UFF até dia 17, espetáculo lembra a importância do compositor Antônio Maria para a música

Com direção da atriz e cantora Inez Viana, peça conta parte da história de Antônio Maria, um dos maiores compositores brasileiros, que foi responsável por obras como “Valsa de Uma Cidade”, “Samba de Orfeu” e “Manhã de Carnaval”

Foto: Divulgação/Elisa Mendes

O espetáculo teatral “Maria!” está em cartaz no Teatro da UFF até dia 17, com apresentações às sextas e sábados, às 20h, e aos domingos, às 19h. 

A peça - que possui direção da atriz e cantora Inez Viana - conta parte da história de Antônio Maria, um dos maiores compositores brasileiros, que foi responsável por obras como “Valsa de Uma Cidade”, “Samba de Orfeu” e “Manhã de Carnaval”, que fazem parte da trilha do filme Orfeu Negro (1959). Une crônicas e canções escritas por Antônio Maria, tendo como foco lembranças e trajetórias do músico ao retratar o bairro de Copacabana nas décadas de 40 a 60, onde viveu boa parte da vida. 

Quem vive Antônio Maria é Claudio Mendes, que diz ter tido a alma colada na de Antônio desde a primeira leitura, o que o estimulou a tentar traduzir para a linguagem teatral toda beleza, poesia, humor, acidez, ironia e graça das palavras do compositor e cronista. 

Segundo a diretora Inez Viana, o grande desafio para construir a peça foi proporcionar imagens, criando a linguagem, com pouquíssimos elementos cênicos. Porém, sobram elementos musicais - dirigidos por Ricardo Góes -, já que, em cena, Claudio Mendes é acompanhado pelas melodias executadas pela violoncelista Maria Clara Valle, que faz participação especial na montagem. 

Antônio Maria, além de poeta que versava sobre a alma humana e suas paixões, também incorporava em suas crônicas a linguagem do povo e sua visão sobre os costumes da época, com a noite carioca, os modismos dos anos dourados, seus personagens, alegrias dos encontros amorosos, mulheres, política, esporte, teatro, e outros elementos que podemos encontrar espalhados por sua obra. 

Vítima de problemas cardíacos - com os quais convivia desde a infância - Antônio faleceu com um enfarte do miocárdio no dia 15 de outubro de 1964, em Copacabana. 

O Teatro da UFF fica na Rua Miguel de Frias, 9, em Icaraí. Fica em cartaz até 17 de fevereiro, com apresentações às sextas e sábados, às 20h; e domingos, às 19h. Preço: R$ 40 (inteira). Classificação: livre. Telefone: 3674-7515. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top