Assine o fluminense

Interação e muito humor

Elenco de comediantes do canal on-line ‘Castro Brothers’ traz o espetáculo ‘UTC’ para o Eduardo Kraichete

O elenco é formado por Henrique Fedorowicz, Fred Mascarenhas, Ed Gama e Rafael Studart. Embaixo: Luciana D’Aulizio, Marcos Castro e Matheus Castro

Foto: Divulgação/Ronnie Pedra

Com um vasto repertório de humor, o espetáculo “UTC – Ultimate Trocadilho Championship”, com o elenco de humoristas do canal de internet “Castro Brothers”, será apresentado nesta sexta (20) e sábado (21), às 21h, no Teatro Eduardo Kraichete. Além do carro-chefe do espetáculo, que é o campeonato de trocadilhos de maior sucesso e popularidade da plataforma, onde dois oponentes se enfrentam com o objetivo de fazer o outro rir, também haverá elementos bônus de abertura, incluindo números musicais, stand-up e o jogo “O Maior Especialista do Mundo”. 

Comandado por um time de humoristas composto por Marcos Castro, Matheus Castro, Ed Gama, Fred Mascarenhas, Henrique Fedorowicz, Rafael Studart e Luciana D’Aulizio, o show conta, ainda, com muita interatividade e participação do público no palco, em clima de total descontração. 

Um dos idealizadores do “Ultimate Trocadilho Championship” e fundador do canal no YouTube, com mais de 190 milhões de visualizações e 2,7 milhões de assinantes, o comediante Marcos Castro fala sobre a realização do espetáculo.

“No espetáculo de Niterói, faremos mais coisas além do ‘UTC’. Eu, o Ed Gama, o Rafael Studart e o Henrique Fedorowicz somos humoristas com origem no stand-up, então, além de fazermos números de comédia, nós faremos também alguns jogos de improviso que temos no nosso canal. Nosso entrosamento é muito bom, o clima é bacana, como uma família. Fora isso, que já é excelente, tem a plateia que sempre nos ajuda com a interação”, revela, e acrescenta que sempre trazem um humorista convidado e, em Niterói, será a vez do o gigante Léo.

Recheado de referências aos vídeos do YouTube, o duelo de trocadilhos ao vivo agrada ainda mais os fãs assíduos da série no canal dos irmãos Castro. Com uma dinâmica simples, no formato “mata-mata”, a disputa consegue entreter e divertir o público a cada nova rodada. Durante o jogo, mais do que os trocadilhos infames lidos pelos participantes, o uso de artifícios, como imitações, vozes e improvisos certeiros, são os grandes momentos da produção, contornando até as piores piadas. Segundo Marcos, o vencedor é só um detalhe.

“Como falei, vim do stand-up, onde comecei em 2007 e vi na internet uma plataforma onde poderia fazer coisas que não davam para ser feitas nos palcos. Comecei a colocar algumas coisas de humor no meu canal no YouTube em 2011 com o meu irmão, Matheus. Na internet, a pessoa tem que se reinventar para não ficar para trás, e eu sempre gostei muito de trocadilhos. Acredito que piadas boas, a pessoa ouve e ri, já a piada ruim a pessoa ouve e aquilo mexe com ela, fica lembrando dela depois. Depois que montamos o canal, entraram mais cinco pessoas, e começamos a fazer esse quadro de trocadilho, que foi uma forma de reunirmos todos num quadro só”, conta.

Um dos destaques de abertura do espetáculo, o comediante alagoano Ed Gama, fez sucesso com suas imitações de celebridades, como Faustão, Gal Costa, Rogério Flausino, Dinho Ouro Preto, Mr. Catra e outros, elevando a qualidade do show com seu toque próprio de carisma, improviso e observações bem-humoradas que arrancaram risadas da plateia.
Levar um quadro da internet para os palcos do teatro não é uma missão fácil. O grupo começou a turnê na semana passada em Fortaleza e, segundo Marcos, está dando tudo certo o desafio de tentar não rir diante de uma plateia.

“Fazer em um palco é uma coisa completamente diferente, tem suas vantagens e as suas desvantagens. A desvantagem é que, fazendo vídeo para internet, por exemplo, qualquer coisa que tenha ficado sem graça, dá para cortar na edição. A vantagem maravilhosa da plateia é que nós temos o feedback na hora, se fizermos alguma coisa que foi engraçada, a plateia vai rir na hora, não ficamos na dúvida se a piada é boa ou não. Fora que a plateia participa junto, às vezes alguém de lá fala alguma coisa engraçada e nos estimula mais ainda. O problema é que não pode rir, né!”, lembra.

Serviço: O Teatro Eduardo Kraichete fica na Avenida Roberto Silveira, 123, Icaraí, Niterói. Sexta (20) e sábado (21), às 21h. Preço: R$ 70 (inteira). Classificação: 14 anos. Telefone: 2610-3902.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top