Assine o fluminense

Monólogo traz momentos importantes de Zilda Arns

Apresentação conta com direção de Luiz Antonio Rocha e interpretação de Simone Kalil

A atriz Simone Kalil interpreta a fundadora da Pastoral da Criança e três vezes indicada ao Prêmio Nobel da Paz

Foto: Dalton Valério

Segue em cartaz no Teatro Candido Mendes o espetáculo “Zilda Arns - A dona dos lírios”, com sessões de sexta a domingo, às 20h, até 4 de novembro.

Com direção de Luiz Antonio Rocha e interpretação de Simone Kalil, o monólogo leva à cena os momentos mais importantes da fundadora da Pastoral da Criança, três vezes indicada ao Prêmio Nobel de Paz, e responsável por importante redução da mortalidade infantil no Brasil.

A peça repete a parceria iniciada na consagrada peça “Brimas”, dirigida por Luiz e com texto de Simone e Beth Zalcman, e terá uma porcentagem da venda de ingressos doada para a Pastoral da Criança.

Zilda Arns visitou todas as cidades brasileiras, chegou com a missão de salvar vidas de norte a sul do país, de lixões a aldeias indígenas, das periferias dos grandes centros aos interiores sertanejos, nenhum lugar lhe escapava. Um trabalho desbravador, que muitas vezes lembra a expedição dos irmãos Villas-Bôas. Idealizadora do projeto, a atriz Simone Kalil viajou a Curitiba, para visitar a sede da Pastoral da Criança e o Memorial da Vida, museu sobre o legado da Dra. Zilda Arns. 

Zilda morreu, em 2010, durante o terremoto que devastou o Haiti. A médica estava lá em missão humanitária, com o objetivo de fundar a Pastoral da Criança naquele que é o país mais pobre da América Latina. Morreu dentro de uma igreja, antes de seu discurso de inauguração. 

O Teatro Cândido Mendes fica Rua Joana Angélica, 63 - Ipanema, Rio de Janeiro. De 19 de outubro a 4 de novembro (sex a dom) às 20h. Preço: R$ 50 (inteira). Classificação livre. Telefone: 2523-3663.

 

 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top