Assine o fluminense

OST em duas apresentações no Teatro Eduardo Kraichete

A companhia dá continuidade à Mostra de Teatro “Contrastes”, da Oficina Social de Teatro

“Quem casa, quer casa” e “O Inspetor Geral” estão em cartaz hoje e amanhã respectivamente

Divulgação

Dando continuidade à Mostra de Teatro “Contrastes”, da Oficina Social de Teatro, o Teatro Eduardo Kraichete recebe na quarta, às 19h30, a peça “Quem casa, quer casa”, escrita em 1845 por Martins Penna, sob direção de Erika Ferreira. 
“Ao mesmo tempo que estamos trazendo um ar mais moderno ao texto, também mantemos a obra original de Martins Penna, com falas mais rebuscadas. Estamos brincando com o espaço e com as composições cenográficas”, conta a diretora.

A comédia aborda de forma sutil e divertida as controvérsias e confusões de uma família. Fabiana, dona da casa, anda com os nervos à flor da pele, pois seu filho Sabino casa-se e traz a esposa, Paulina, para dentro de casa pelo fato de não possuir condições para manter uma casa. O irmão de Paulina, Eduardo, tinha como hábito visitar a irmã e a filha de Fabiana, Olaia, acaba apaixonando-se e casando-se com ele. O marido de Fabiana, Sr. Nicolau, só tem tempo de cuidar das coisas da Igreja, vê na carolice uma forma de fugir das responsabilidades familiares. Desta forma o caos se instala. 

Já na quinta, encerrando a maratona de espetáculos, é a vez da peça “O Inspetor Geral”, sob direção de José Geraldo Demezio. 

O texto é sobre um povoado com funcionários públicos corruptos que recebem a notícia da chegada de um inspetor geral. Imediatamente, eles se desesperam e tentam colocar a cidade em ordem. 

“Apesar de tratar de assuntos sérios como corrupção, moral e poder do Estado, a peça é uma comédia. Diversas características circenses foram incorporadas ao figurino. Entretanto, foi mantida a vestimenta do final do século XVIII da sociedade Russa. Infelizmente, a peça continua atual pois a corrupção ainda atinge diversos países, incluindo o Brasil, de modo que é possível encontrar semelhanças do que ocorre na peça com o que ocorre na vida real”, diz Aman Moraes, aluno/ator do espetáculo.

O Teatro Eduardo Kraichete fica na Av. Roberto Silveira, 123, Icaraí, em Niterói. Quarta e quinta, às 19h30. Preço: R$ 40 (inteira). Censura: 14 anos. Telefone: 2610-3902. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Scroll To Top