Assine o fluminense

Pétalas de Niterói

Duba, grupo vocal niteroiense, se apresenta gratuitamente nesta quinta (19), na Sala de Cultura Leila Diniz, e prepara novo trabalho

Formado pelas cantoras Carolina Ferreira, Isabella Rollim, Leila Telles e Lethícia Telles, grupo se apresenta no primeiro espaço que o acolheu enquanto prepara um novo trabalho

Foto: Divulgação
 

Quem já ouviu nunca mais esquece e quem não conhece não pode perder essa oportunidade. Trata-se do Duba, grupo vocal feminino de Niterói formado no ano de 2015, que se apresenta nesta quinta, dia 19, às 12h, na Sala de Cultura Leila Diniz, com entrada franca. Em um concerto de repertório eclético e com arranjos próprios, as jovens e talentosas musicistas prometem encantar mais uma vez os niteroienses com seu delicado e primoroso trabalho vocal.

Atualmente formado pelas cantoras Carolina Ferreira, Isabella Rollim, Leila Telles e Lethícia Telles. O quarteto conta também com seus amigos instrumentistas Diogo Moura, violoncelista, e Victor Santos, percussionista, também músicos de Niterói.

“O grupo surgiu através do desejo, meu e de Lethicia, de trabalhar técnica vocal em conjunto na universidade, Unirio. Em meados de 2015 uma professora abraçou a ideia, dando início ao Duba, que na época era um quinteto de vozes mistas. Em 2016, tivemos a primeira formação de quarteto feminino”, lembra Leila Telles.

 Os arranjos apresentados pelo grupo são cuidadosamente compostos pelas próprias integrantes, que também organizam e produzem os shows.

“Desde o início, a escolha do repertório sempre foi uma questão democrática. Por ser um grupo de estudo universitário, a primeira montagem de show ainda foi com um repertório mais voltado ao erudito. Porém, no decorrer do tempo, fomos adequando à reação do público, e aí surgiu a necessidade de criarmos nossos próprios arranjos”, lembra Carolina Ferreira. 

Na seleção deste dia 19, clássicos da mpb, como a canção A Paz, de Gilberto Gil, e Paciência, de Lenine. Além de clássicos da música pop americana, como Hallelujah, de Leonard Cohen, e Viva la Vida, da banda Coldplay. E ainda, Mary Mary, Keane, A Great Big World, Roberta Campos e Dorival Caymmi.

A Sala de Cultura Leila /diniz, que está em mês de comemoração de aniversário, foi um dos primeiros lugares a abrir espaço para a divulgação do trabalho do grupo, em 2017. O grupo também já percorreu em sua trajetória por espaços como o Solar do Jambeiro, o MAC, a Scuola di Cultura, a Biblioteca Parque de Niterói, o Colégio Gay-Lussac, o Clube Naval de Charitas, a Casa França-Brasil e a Sala Vera Janacopulos.

“No início, os ensaios e as apresentações eram dentro da Unirio. Aos nos formamos, em 2016, por morarmos em Niterói, viemos ensaiar aqui e começamos a buscar espaços na cidade para divulgação do trabalho. Tivemos oportunidades de conhecer pessoas especiais que nos ajudaram e possibilitaram apresentações em espaços onde o público não nos conhecia. Começamos a interagir de fato com um público não universitário, o que nos levou à necessidade de criar uma identidade”, recorda Lethicia Telles.

Novo show - Paralelamente aos shows de repertório variado, as meninas do Duba se dedicam a um novo projeto, o ‘Pétalas’. Cuidadosamente idealizado, será um novo show com canções românticas nacionais e internacionais, todas arranjadas ou adaptadas pelas próprias integrantes, que contam novamente com seus amigos instrumentistas.Para o ‘Pétalas’ o time ainda aumenta, com Renato Reis no contrabaixo e clarineta, e Samuel Azevedo revezando o violoncelo; ambos também músicos da cidade. O novo projeto terá estréia em agosto, no Solar do Jambeiro, em setembro na Cidade das Artes, e em outubro volta para o Espaço Cultural Correios, em Niterói.

“Estamos sempre pensando e repensando nosso trabalho, às vezes parece que em um ano se passaram cinco (rs). Desde 2016 estamos nos produzindo de forma independente, com montagens de shows e repertórios variados. Da necessidade da criação de uma unidade tanto vocal quanto de produção e idealização dos shows nasceu nosso mais novo filho, o Pétalas. É a evolução do nosso trabalho. Que todos poderão conferir, e que estreia dia 11 de agosto às 20 horas, no Solar do Jambeiro”, convida Isabella Rollim. 

A Sala de Cultura Leila Diniz fica na Rua Professor Heitor Carrilho, 81, no Centro de Niterói. Quinta (19), às 12h. Entrada franca. Classificação livre. Telefone: 2717-5299.

 

 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top