Assine o fluminense

Performances marcantes

Atuações contundentes chamam a atenção nas estreias da semana

 

Foto: Divulgação

O cinema, com seu alcance global, é a linguagem que, através dos sentimentos provocados pelas interpretações, consagra os atores com o público e, claro, com a indústria. É neste aspecto que esta semana de lançamentos se destaca, recheando as telas com atores de várias nacionalidades e gerações que impressionam pela entrega em cena.

Do cineasta iraniano Asghar Farhadi, “Todos Já Sabem” reúne no mesmo elenco Javier Bardem, Penélope Cruz e Ricardo Darín - importantes personalidades da atuação no cinema hispanófono. A trama conta a história de Laura, que retorna à Espanha para acompanhar o casamento de sua irmã, mas não consegue a companhia do marido por motivos profissionais. Lá, dois eventos a surpreendem: ela reencontra seu ex-namorado e presencia uma tragédia. Empenhada em solucionar o crime, a família se une e começa a se questionar sobre a possível presença do culpado entre eles.

 

Foto: Divulgação

“Querido Menino” é um drama que retrata uma conturbada relação entre pai e filho, vividos por Steve Carell - importante figura das comédias norte-americanas - e Timothée Chalamet - nome em progressiva ascensão no cinema de Hollywood. David - o pai - é um jornalista reconhecido que vive com sua esposa e filhos. Nic, seu filho mais velho, é um rapaz viciado em metanfetamina, que quebra a rotina da família e preocupa o pai, que começa a estudar a droga para entendê-lo. 

“Sai de Baixo - O Filme” traz o elenco do clássico seriado televisivo da TV Globo, que retratava o cotidiano dos integrantes de uma família de classe média paulista, pela primeira vez em formato de longa-metragem. Na trama, Vavá se envolve em um problema e acaba preso, envolvendo os outros personagens já tradicionais - como Magda, Caco e Ribamar - na falcatrua, além de novos personagens. 

 

Foto: Divulgação

Do diretor italiano Matteo Garrone, o drama “Dogman” acompanha um funcionário de um pet shop na periferia de Roma, que acaba se envolvendo em um dos crimes mais assustadores da história da Itália: tortura, durante horas, até a morte, um lutador que atormentava os moradores do bairro onde morava. 

A comédia de terror norte-americana “A morte te dá Parabéns 2” conta a história de Tree Gelbman, que finalmente conseguiu quebrar um feitiço temporal que a prendia no dia do seu aniversário após ter tido que morrer várias vezes. Quando tudo parece ter se estabilizado, um experimento científico dá errado e Tree é obrigada a voltar ao fluxo de repetições, porém, agora, morrer não será suficiente. 

 

Foto: Divulgação

Da francesa Valeria Bruni Tedeschi, “A Casa de Veraneio” mostra uma cineasta que vai passar férias em sua casa em Côte d’Azur, no litoral sul da França. Durante o período, com familiares e amigos, ela ainda precisa lidar com o término recente e com os desafios que seu novo filme têm levantado, enquanto tenta administrar sua relação com as pessoas ao seu redor. 

O nacional “Homem Livre”, de Álvaro Furloni, traz Armando Babaioff no papel de Hélio Lotte, um ex-rockstar que já foi famoso e rico, mas se encontra há muitos anos longe dos holofotes por ter sido preso após cometer um crime brutal. Quando finalmente sai da cadeia, ele decide ser totalmente esquecido, mas, ao se abrigar em uma pequena igreja para conseguir o que quer - a reclusão -, entra em contato com partes do seu passado que não o agradam. 

 

Foto: Divulgação

O documentário “Lembro mais dos corvos”, do cineasta Gustavo Vinagre, mostra a atriz transexual Julia Katharine, que, durante uma crise de insônia, conta a história de sua vida em um monólogo, com relatos de resistência e autoaceitação. 

“Normandia Nua” se passa em uma pequena aldeia da Normandia chamada Mêle sur Sarthe, onde agricultores sofrem com uma grave crise, que o prefeito faz de tudo para reverter. Um dia, um famoso fotógrafo conceitual aparece na aldeia e o prefeito vê nele a oportunidade de salvar seu povoado. 

 

Foto: Divulgação

Duas vezes campeão 

Sábado (16), aconteceram as cerimônias do Prêmio da Anistia Internacional – que elege o cineasta que melhor aborda questões de Direitos Humanos – e o Prêmio da Paz – que premia o filme que possui a melhor mensagem de paz –, do Festival de Berlim. 

Ambos escolheram o documentário “Espero Tua (Re)volta”, da realizadora capixaba Eliza Capai, que expõe os pontos de vista de três estudantes engajados politicamente – Lucas “Koka”, Marcela Jesus e Nayara Souza –, sobre as ocupações das escolas paulistas em 2015, além de um material inédito, junto de reportagens e imagens de arquivo dos acontecimentos.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top