Assine o fluminense

Retorno ao ninho em voz e violão

Fred Martins volta a Niterói para espetáculo acústico nesta quinta-feira, às 20h, no Teatro da UFF

Nesse novo espetáculo, Fred Martins abre espaço para conversar com o público, revelar segredos de suas composições, além de cantar as músicas que o preenchem de energia criativa. Isso sem esquecer do momento em homenagem a Tom Jobim

Foto: Divulgação

Há sete anos fora do País, o cantor e compositor Fred Martins retorna a Niterói apresentando em seu show algumas de suas canções mais marcantes em formato voz e violão. Fred, que vive na Europa, traz para niterói canções compostas em sua nova rotina, distante do Brasil. Na oportunidade ele pôde crescer e enriquecer seu repertório cultural e musical. Tem viajado em turnês com companhias de balé por Portugal e Espanha.

“A experiência profissional fora tem sido muito rica e interessante, tenho tido a oportunidade de expandir o meu repertório, tudo a partir da música brasileira. Tenho feito parcerias com músicos de Angola, Moçambique, Cabo Verde. Há um riqueza cultural que, sem dúvida, enobrece meu trabalho e se comunica com a música do Brasil”, revela o artista.

O cantor, que procura passar por Niterói em suas viagens, conta que estar na cidade sempre o deixa com melancolia e uma vontade de estar mais por aqui, por conta dos muitos amigos e projetos locais.

“É uma pena estar sempre de passagem, tenho família aqui e muitos amigos, poetas e parceiros de trabalho. A oportunidade de estar com eles, dialogar, buscar novas ideias, escrever novas canções é sempre muito passageira. Porém, esses curtos momentos de fato são intensos. Desta vez não será diferente. Vou estar em shows pelas cidades de Brasília, São Paulo, Rio, e passo por Niterói. Tenho certeza que será um dia muito especial”, admite Fred, que ressalta a importância de estar no Brasil com material novo. “As pessoas que me conhecem poderão comparar meu trabalho, o antigo e o novo, e isso é muito bom. Estou animado em apresentar coisas novas e diferentes”.

Nesse novo espetáculo, Fred Martins abre espaço para conversar com o público, revelar segredos de suas composições, além de cantar as músicas que o preenchem de energia criativa. Isso sem esquecer do momento em homenagem a um grande nome da música brasileira, Tom Jobim.

“Esse show é diferente, pois me deixa muito mais livre para falar de minhas canções. Em momentos surgem novidades, lembranças. Existe um roteiro, mas sempre abro espaço para falar sobre o meu trabalho, fazendo alusões às inspirações que interferem em minhas canções, músicas brasileiras e portuguesas que alimentam minha criatividade e servem como modelo e referência. Nesse show, vou tocar algumas canções para interpretar Tom Jobim, nosso mestre soberano, que, este ano, completaria 90 anos”, adianta o cantor.

Muitos artistas chegam ao Brasil e contam sobre o fervor dos fãs daqui. Fred é um músico brasileiro que tem conseguido experimentar e analisar essa diferença entre fãs brasileiros e gringos. Para ele, são perfis de público completamente diferentes, sendo difícil para o público de fora entender e identificar a pluralidade e a riqueza da música brasileira. 

“Aqui há de fato um entendimento total do meu trabalho, que é forjado dentro da tradição da música brasileira. Fora do País, as pessoas entendem, mas têm um compreendimento parcial daquilo, o que chega a ser interessante, uma vez que eles acabam dando novos sentidos àquilo que escutam. Em Portugal, por exemplo, eles compreendem bem e admiram nossos músicos e canções. Já em outros países, eles conhecem mais a bossa nova, ritmos mais diferentes soam como novidades e causam estranhamento. Em geral, o público brasileiro é muito mais caloroso em tudo, o brasileiro é mais solto e alegre”, compara o niteroiense. 

O músico aproveita a oportunidade e fala sobre sua ligação com o Teatro da UFF, desde o começo de sua carreira até os dias atuais.

“O espaço da UFF é um espaço de formação, é muito especial para mim, é um polo cultural para a cidade, sempre retorno ali com muito carinho e com muita vontade de me apresentar, é uma honra. O meu último DVD, ‘A Música é meu País’, foi uma parceria que fiz com o Teatro da UFF e o Canal Brasil. Virou um programa de TV com participação de grandes músicos como o Ney Matogrosso e Zélia Duncan. A UFF já está definitivamente registrada no meu trabalho por esse DVD. Nele pude fazer um panorama de minha carreira desde o começo em Niterói até os momentos atuais nesses sete anos fora do País”, conta Fred. 

O Teatro da UFF fica na Miguel de Frias, 9, Icaraí, em Niterói. Nesta quinta-feira (23), às 20h. R$ 40 (inteira). Classificação: livre. Telefone: 3674-7512. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Scroll To Top