Assine o fluminense

Um baú de histórias e canções foi aberto

Kleiton & Kledir se apresentam dia 27 no Municipal de Niterói

Os músicos gaúchos farão um apanhado de trabalhos anteriores e atuais

Isabel Ramil / Divulgação

Com violão, violino e vozes que cantam e contam histórias, a dupla pelotense Kleiton e Kledir sobe ao palco do Teatro Municipal de Niterói na próxima quinta-feira (27), às 19h, para apresentar o show “Histórias e Canções”. 

O intuito é se aproximar do público niteroiense com um repertório diverso, que é explicado e contextualizado por meio de histórias que remetem a momentos e lembranças que inspiraram as composições e situações marcantes na carreira da dupla. 

Com isso, os músicos gaúchos farão um apanhado de trabalhos de ontem - como os sucessos “Deu pra Ti”, “Vira Virou”, “Nem Pensar”, “Paixão”, “Tô que Tô”, entre outros - e hoje.

Segundo Kledir, a proposta de “Histórias e Canções” é criar uma atmosfera intimista e informal.  

“Como é mais informal, o show se presta a estabelecer uma conversa com o público, contando histórias não só do processo de criação das músicas, como também histórias de vida, coisas que aconteceram conosco e que tem a ver com as músicas. Isso é meio natural para nós. Por exemplo, quando cantamos uma música que remete ao nosso passado no Sul, naturalmente vêm as histórias que estão relacionadas às lembranças, às saudades…”, adianta o músico. 
Porém as histórias não girarão só em torno do passado. Os irmãos também executarão e comentarão as canções de seu mais recente álbum, “Com Todas as Letras” (2015), que é fruto de um projeto que une literatura e música popular através de composições inéditas feitas por grandes escritores. Entre eles estão Caio Fernando de Abreu, Luis Fernando Verissimo, Martha Medeiros, Fabrício Carpinejar e outros que preenchem as 10 faixas do disco. 

“Tudo começou com Caio Fernando de Abreu, que era contemporâneo nosso em Porto Alegre. Já nos anos 70 começamos a pensar em fazer uma música juntos. Levamos anos fazendo uma música, porque o Caio foi embora para Londres e nós viemos para o Rio. Foi a primeira música que ele fez e nós guardávamos com muito carinho, sem saber bem o que fazer. Foi aí que tivemos a ideia de convidar outros escritores para viver essa experiência que o Caio viveu conosco”, lembra. 

O álbum, que está disponível completo no Spotify, inspirou a criação do livro de arte homônimo, com interpretações caligráficas das letras, que pode ser folheado no site oficial da dupla através do endereço: www.kleitonekledir.com.br. 

O Teatro Municipal de Niterói fica na Rua Quinze de Novembro, 35, no Centro. Quinta-feira (27), às 19h. Preço: R$ 60 (inteira). Classificação: livre. Telefone: 2620-1624. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top