Assine o fluminense

Um mergulho pelos sonhos

FAN recebe a exposição coletiva ‘Oníricas’, com obras de 10 mulheres

Da esquerda para à direita, Graci Kaley, Luiza Scarpa, Bruna Pelúcia e Karenina Marzulo, que fazem parte da mostra no Ingá ao lado de outras seis artistas

Foto: Divulgação/Guilherme Scarpa

Onírico é algo relativo ao sonho, ao mundo fantasioso, flutuante e imaginativo do inconsciente. Partindo deste tema, as artistas Karenina Marzulo e Mariana Rocha organizaram a exposição “Oníricas”, com obras delas e de mais oito artistas: Ana Luiza Moraes, Bruna Pelúcia, Graci Kaley, Josiana Oliveiras, Luiza Scarpa, Marcelle Fagundes, Nicole Peixoto e Vanessa Ximenes. A mostra estreia dia 12, na Sala José Cândido de Carvalho, que fica dentro da Fundação de Arte de Niterói (FAN), no Ingá. 

A exposição “Oníricas” compõe mais uma edição do coletivo Do Feminino na Arte, uma iniciativa que visa evidenciar a produção artística de artistas mulheres através de eventos, exposições e outras formas de divulgação da arte. A partir de uma seleção de artistas, cujos trabalhos são feitos de acordo com o tema proposto, acontece a mostra, que, desta vez, tem curadoria de Desirée Monjardim.

Linguagens, poéticas e técnicas diversas de cada uma das dez artistas indicam a unidade da mostra através das cores, formas e fluidez de um sonho, ou vários. Luiza Scarpa, que trabalha com a temática surrealista, apresenta três obras de 2018: “Unafraid to be Vulnerable”, “Efeitos do Álcool” e “Marlboro men e suas verdades”. Seu trabalho é feito com tinta acrílica e colagens analógicas – feita com papel, recortes de revistas e cola.

“A partir destes materiais que eu vou encontrando nas revistas e nos jornais, vou montando uma narrativa ou espressando algum sentimento meu. Quero que o público seja atravessado por esses pequenos achados, que são quase que tesouros. Gosto de expurgar sentimentos através desses recortes. Em um deles, quis abordar o fato de que precisamos nos permitir ser vulneráveis. Isso, nos dias de hoje, em que estamos tão armados, é quase um ato de sanidade”, argumenta Luiza.

Trabalhos de Karenina Marzulo, Luiza Scarpa e Josiana Oliveiras estão entre os que serão expostos

Foto: Divulgação

Uma das fundadoras do coletivo Do Feminino na Arte, Karenina Marzulo comenta que a pretensão do grupo é conseguir levar essa ideia pelo Brasil, que o projeto cresça cada vez mais, que possam, através dele, apresentar artistas de outros lugares. 

“Somos uma iniciativa sem patrocínio e apoio cultural e queremos entrar em uma nova fase: ter empresas aliadas que incentivem a arte, para que, com seu apoio, possamos lançar novas propostas realizando projetos que dependam de mais recursos. Realizar uma exposição ou eventos não é fácil. Atualmente, temos conseguido a cessão de espaço, mas todos os outros preparativos para a abertura, manutenção e encerramento, com exceção de propostas contratadas, é mantido pelas artistas da vez. Tem o trabalho de pessoas envolvidas com a produção, curadoria, assessoria, montagem, designer, material de divulgação e mais. Tudo mulher! Além da falta de remuneração das artistas pelo tempo expositivo, pois os trabalhos ficam disponíveis até por meses nesses espaços proporcionando um ambiente de reflexão, educação e tudo mais que a arte nos transmite. Enquanto esse apoio não acontece, continuamos em resistência”, afirma Karenina. 

Karenina vai expor dois trabalhos, de sua nova série, “Retratos ao despertar”, também com referências surrealistas.

“Desde que me reconheci como artista é a vertente no qual mais me satisfaz nas criações e, de lá pra cá, ainda prossigo em devaneios artísticos. Geralmente, utilizo a pintura como linguagem, mas comecei a desenvolver uma série com fotografias autorais, fotografias de domínio público e, assim, crio composições através de colagens e manipulações digitais”, conta. 

A Sala José Cândido de Carvalho – Fundação de Arte de Niterói fica na Rua Presidente Pedreira, 98 - Ingá, Niterói. Abertura: dia 12, de 19h às 22h. De 13 de março a 10 de maio. Visitação: segunda a sexta, de 9h às 17h. Entrada Franca.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top