Assine o fluminense

Uma criação que representa avanço

Estudantes da Unicamp criam a ‘Wheelie’, cadeira de rodas controlada por movimentos faciais

O equipamento ainda está em fase experimental e é de alto custo

Foto: Divulgação

A Faculdade de Engenharia Elétrica e Computação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) desenvolveu uma cadeira de rodas chamada “Wheelie”, que pode ser controlada por pequenos movimentos da face.

A tecnologia vai ajudar pessoas que possuem tetraplegia, vítimas de acidente vascular cerebral (AVC) e outras condições que impeçam o movimento das pernas e dos braços. O equipamento ainda está em fase experimental e é de alto custo, mas, com o Programa de Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE), ele pode chegar ao mercado brasileiro com um preço mais acessível.

“Nosso objetivo é que o produto final custe no máximo o dobro de uma cadeira motorizada comum, dessas que são controladas por joystick e que, hoje, custam em torno de R$ 7 mil”, afirmou o idealizador do projeto, Eleri Cardozo.

O grupo de estudantes criou a cadeira de rodas a partir de um modelo convencional. O protótipo foi equipado com um notebook que envia os comandos diretamente para o objeto, e uma câmera 3D RealSense da Intel. Além de captar os movimentos da face a partir de 70 pontos espalhados pelo rosto do usuário, a cadeira de rodas também vai funcionar por comando de voz e wi-fi (para um cuidador dirigir). A expectativa é que o produto esteja pronto até o início de 2017

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top