Assine o fluminense

Seja um especialista

Buscar uma pós-graduação é uma forma de atualização profissional

Química por formação, Verônica Amorim optou pela pós-graduação em psicopedagogia

Foto: Lucas Benevides

Uma pós-graduação é, sem dúvida, a porta de entrada para uma nova perspectiva pessoal e profissional. Além do aprimoramento, o curso pode representar um avanço na profissão ou mesmo um caminho para uma nova atividade. Tantas possibilidades podem confundir quem está pensando em ingressar em um desses cursos, por isso, especialistas ensinam como escolher a melhor opção para o seu objetivo.

Uma pós-graduação, por definição, é um curso realizado após a conclusão de alguma graduação, bacharelado ou licenciatura, mas sabemos que existe uma confusão muito grande em relação a esta nomenclatura. A pós-graduação brasileira é dividida em duas grandes modalidades: Cursos Lato Sensu (LS) e Cursos Stricto Sensu (SS), explica Andrea Latgé, pró-reitora de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação da UFF.

“No grupo da pós-graduação LS, os cursos são normalmente separados em três modalidades: Especialização, Master in Bussines Administration, os famosos MBAs, e a terceira modalidade, que são as residências, voltadas para as áreas da saúde, como a residência médica e a residência em saúde multiprofissional. Em algumas áreas, elas são imprescindíveis para outorgar o direito de um médico atuar, como é o caso da cirurgia e da ginecologia”, destaca Latgé.
Os cursos de especialização e os MBAs podem ser presenciais ou à distância (EAD), e atendem em geral a demandas do mercado de trabalho corporativo, a aplicações em novas técnicas e tecnologias, e até mesmo a especializações acadêmicas, visando a melhoria de diversos tipos profissionais, como é o caso dos cursos de especialização em Ensino de Ciências.

Por outro lado, explica Andrea, a pós-graduação stricto sensu engloba cursos de mestrado, normalmente de duração de 2-3 anos, e de doutorado, de 4 a 5 anos. Ambos os cursos têm um viés bem mais acadêmico e são acompanhados e regulados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). 

Fernando Arduini Ayres, diretor-geral da AVM Educacional, acredita que há uma busca por profissionais especializados em áreas integradas, criativos e empreendedores

Foto: Lucas Benevides

“Inicialmente, os cursos de mestrado e de doutorado eram oferecidos apenas na versão acadêmica. No fim dos anos 90, a Capes introduziu a modalidade do Mestrado Profissional e, mais recentemente, em 2017, lançou a possibilidade de abertura de doutorados profissionais. Esses cursos profissionais estão mais voltados a um público majoritário externo ao da academia, e normalmente se preocupam com a gestão, produção e aplicação do conhecimento direcionado para a pesquisa aplicada, a solução de problemas, a inovação e aperfeiçoamento tecnológico. É importante destacar que o mestrado profissional tem as mesmas garantias do mestrado acadêmico em relação ao reconhecimento e validade do título a nível nacional”, explica a pró-reitora.

Uma pós também pode ser a porta de entrada para uma nova atuação dentro da área em que se atua, ou mesmo de uma nova profissão, como no caso da química industrial Verônica Ramiro Amorim, de 40 anos, que atualmente também empreende na área de fabricação de brinquedos.

“Depois que meu filho nasceu, muitas lacunas surgiram, e eu não conseguia mais me identificar com a minha escolha profissional. Uma grande amiga me indicou o curso de psicopedagogia. Eu queria viver algo que enchesse meu coração de alegria e que eu pudesse agregar, de alguma forma, a vida de crianças. Foi um divisor de águas, e tem sido o combustível que eu preciso para a minha transição de carreira. Hoje em dia, é imprescindível estar sempre se capacitando, e a pós-graduação traz maior flexibilidade para o profissional. Durante o curso, o aluno tem acesso a novas tecnologias, novas diretrizes e está em constante atualização”, destaca Verônica.

Estão em alta cursos que promovam experiências positivas para os clientes internos e externos. Além dos clássicos MBAs em Gestão de Pessoas, Marketing e finanças, há uma busca por profissionais especializados em áreas integradas, criativos e empreendedores, afirma Fernando Arduini Ayres, diretor-geral da AVM Educacional. 

“A lógica do mercado de trabalho sempre estará ligada à inovação e ao desenvolvimento tecnológico, que visam atender os avanços sociais. Nesse sentido, as instituições de ensino superior precisam estar atentas às novas modelagens de profissões para suprir as demandas mercadológicas através dos cursos de especialização, que atendem tanto os profissionais ativos em permanente atualização e troca de experiências, quanto os recém-formados que buscam aprofundar seu conhecimento em uma área específica”, ressalta Arduini. 

De pós-graduando, Edison Sanromã virou coordenador de um curso de MBA

Foto: Lucas Benevides

Espera-se o aumento na busca pelos cursos de especialização em Tecnologia Educacional, Gestão de Mídias Sociais, Vendas, e também por áreas específicas como o mercado imobiliário e áreas ligadas à saúde mental e aprendizagem. De acordo com Fernanda, a palavra-chave do momento atual é “conexão”. 

“Na hora de escolher uma pós, consulte colegas sobre a atuação na área escolhida, veja as instituições que oferecem o curso, identifique as disciplinas que compõem os currículos. Escolhida a área, se preocupe em procurar uma instituição séria e que tenha experiência na atuação em pós-graduação, considerando a qualidade dos professores, a localização, pois tudo isso fará diferença ao longo do curso”, ensina o diretor.

De pós-graduando a coordenador de um curso de MBA, o empresário Edison da Silva Sanromã, de 44 anos, acredita nas especializações como uma forma de evoluir intelectualmente. 

“Iniciei um segundo MBA em projetos, mesmo já sendo coordenador de um em Facilities Management, justamente porque vivi a realidade de ter um escritório de projetos me dando suporte em um dos maiores trabalhos da minha vida, os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016. Contribuiu muito para o aprimoramento de temas não abordados na graduação, mas vividos na prática do trabalho. Acredito que o importante é procurar uma pós-graduação que complete lacunas da nossa educação. Quem realiza esse curso interagindo com os outros alunos e explorando ao máximo os conhecimentos dos professores consegue ir além”, conclui Edison. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top