Assine o fluminense

Atletas do Flamengo cobram rápida reação

Bruno Henrique minimizou tropeços, mas garantiu que equipe vai superá-los

Bruno Henrique minimizou tropeços, mas garantiu que equipe vai superá-los

Alexandre Vidal/Flamengo

A derrota de 2 a 1 para o Atlético-MG, no fim de semana, deixou os jogadores do Flamengo muito revoltados. Isso por que eles entendiam que não poderiam ser superados por um rival com um homem a menos em campo. Ficou a sensação de perda de pontos importantes contra um adversário que pode ser concorrente direto na luta pela conquista do título nacional. Por isso, a palavra de ordem no Ninho do Urubu é reação.

“Ficamos bem chateados e nos cobrando muito, pois o Flamengo tinha condições de ter ganho aquela partida e isso não aconteceu. Não podemos esperar para somar pontos em uma competição muito longa como essa, que exige regularidade. Temos que reagir já a partir da próxima partida”, disse o atacante Bruno Henrique em coletiva nesta terça no Ninho do Urubu.

“Isso acontece em qualquer lugar. Em 365 dias no ano, ninguém fica o tempo todo bem. Mas sempre damos o nosso melhor. Dificuldade tem em todo lugar, não é só no Flamengo. Estamos felizes com o trabalho. Temos que consertar os erros e melhorar”, continuou o atacante se referindo às cobranças sofridas pela equipe.

A oportunidade que o Flamengo vai ter para reagir é no próximo domingo, às 16h(de Brasília), quando o time recebe o Athletico Paranaense no Maracanã, pela sexta rodada da competição.

Nesta quarta o elenco volta a treinar na parte da tarde e Abel vai começar a definir a escalação que pega o Furacão. Com entorse no tornozelo direito, o volante colombiano Gustavo Cuéllar é dúvida e tem poucas chances de atuar.

 
Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top