Assine o fluminense

Barbieri e esquema passam a ser contestados

Técnico e a estratégia utilizada por ele começam a ser questionados

O mês de agosto está sendo bem negativo para o Flamengo, que no fim de semana foi derrotado por 2 a 0 pelo Grêmio e viu o São Paulo lhe roubar a liderança do Campeonato Brasileiro. Na quarta-feira, a derrota por 2 a 0 para o Cruzeiro, na rodada de ida das oitavas de final da Copa Libertadores, deixou o time em situação delicada no torneio continental, tratado como prioridade pela atual diretoria. Assim, o técnico Maurício Barbieri e a estratégia utilizada começam a ser questionados.

O aproveitamento após a parada da Copa do Mundo caiu para apenas 38%, e a equipe, que ainda não venceu nos três jogos que disputou em agosto, perdeu duas partidas consecutivas pela primeira vez em 2018.

O fato de o Flamengo não estar preservando o time em algumas ocasiões virou motivo de reclamação para os dirigentes, que não falam abertamente, mas cobram o presidente Eduardo Bandeira de Mello. 

O mandatário, por sua vez, já tem mantido conversas mais firmes com o seu departamento de futebol, uma vez que ele foi um dos últimos a aceitar a efetivação do atual treinador, confirmada durante o recesso para a Copa do Mundo.

Na sua coletiva após a derrota para o Cruzeiro, Barbieri manteve o posicionamento de mandar sempre o que tem de melhor a campo, quando questionado sobre poupar os jogadores.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top