Assine o fluminense

Boxe: atleta de Maricá faz história

Dom Garcia conquistou o cinturão da WBU ao vencer o argentino Cristian Gomes. Vitória veio por desistência do adversário

Dom Garcia enfrentou adversário argentino no Esporte Clube Maricá, que ficou tomado de torcedores da cidad

Marcos Fabricio//Prefeitura de Maricá

No último sábado, dia 20/04, Maricá fez história no esporte outra vez. Representante de Maricá, o boxeador Raphael Dom Garcia, que recebe auxílio atleta através da Secretaria de Esporte e Lazer, enfrentou, no Esporte Clube Maricá (Centro), o argentino Cristian Gomes numa disputa pela Divisão dos Cruzadores em busca do título da WBU que já pertenceu a lendas do esporte como Roy Jones Jr., George Foreman e Micky Ward. Raphael Garcia venceu e colocou Maricá mais uma vez em evidência internacionalmente.

Moradores acompanhavam atentamente o combate. Round a round os boxeadores atacavam e mostravam querer ganhar mais espaço. Mas durante o 5º round, após um golpe de Raphael Garcia, Cristian Gomes solicitou atendimento médico e confirmou que não poderia mais lutar.

“Ele já teve uma lesão naquele ombro e devido ao esforço e ao trauma que sofreu durante a luta, estava com muita dor, com o ombro congelado, não conseguia movimentar e decidiu que não podia mais continuar no combate”, explicou Guilherme Horta, médico presente no evento.

O novo campeão ajoelhou-se e chorou. “Estou muito feliz por, dentro da minha cidade, ter conquistado um título tão importante. Agora eu sou campeão mundial, quero evoluir mais, trazer outras lutas para Maricá, quero enfrentar outros adversários, o Roy Jones Jr”, declarou Raphael Garcia, antes de avaliar seu adversário.

“O Cristian fez uma grande luta. Também estou sentindo meu ombro. Mas infelizmente ele não prosseguiu, porque eu tinha feito um jogo de cozinha-lo. Por ele ser mais experiente, não adiantava eu ir para a trocação o tempo todo. Queria ter nocauteado, mas tenho que ser humilde e reconhecer que ele é um grande adversário. Agora o Cristian tem o meu respeito como grande boxeador argentino que é. A rivalidade é só dentro do ringue”, frisou o atleta maricaense.

“Eu quero agradecer. Vim aqui fazer o meu trabalho, mas lamentavelmente a lesão do ombro não me deixou continuar. Agradeço a todos daqui que me trataram muito bem e quero saudar a minha família,”, falou Cristian Gomes, 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top