Assine o fluminense

Brasil inicia disputa do Mundial sub-17

Seleção busca o tetra mundial apostando em geração promissora

O atacante Paulinho, do Vasco, será uma da sprincipais esperanças do Brasil conquistar o título mundial sub-17, na índia

Foto: Paulo Fernandes / Vasco

O Mundial Sub-17 começa nesta sexta-feira (6) e será disputado na Índia, que pela primeira vez recebe uma competição de grande porte. A Seleção Brasileira entra na disputa com a missão de tentar interromper o domínio dos africanos. A Nigéria é a atual bicampeã, inclusive sendo a seleção mais vitoriosa da história da competição, com cinco canecos, contra três do Brasil. Gana, outro representante do continente negro, ganhou o troféu duas vezes.

O torneio realmente é considerado um descobridor de futuros craques. Alguns nomes de peso no futebol mundial já participaram da competição, como o espanhol Xavi, o italiano Totti, o argentino Verón e os brasileiros Kaká, Ronaldinho Gaúcho e Neymar.

“Ali aprendi muito, pois foi o primeiro contato com a Seleção Brasileira. É um torneio importante, que hoje conta com muitos empresários e olheiros também”, disse Kaká.

A edição deste ano não traz a Nigéria, que não se classificou. Uma excelente notícia para o Brasil, que tem em Mali e Gana seus concorrentes de maior peso. Porém, nunca é bom menosporezar os gigantes europeus, como Alemanha, França e Espanha. Tendo tido um espetacular crescimento nas categorias de base, o México também chega forte e pode brigar pelo caneco. 

Dirigida pelo técnico Carlos Amadeu, a Seleção Brasileira chega credenciada pela conquista incvicta do Campeonato Sul-Americano da categoria, em março. O treinador acredita que tem um time sólido em suas mãos.

“É um dos melhores grupos com que trabalhei, pois são jogadores que já têm muita noção do que pretendem na carreira e na própria vida, valorizando a oportunidade de estarem em uma competição deste porte. Podemos render bons frutos”, disse ele.

O treinador, porém, teve um baque. A estrela da companhia, o meia Vinícius Junior, que foi negociado pelo Flamengo junto ao Real Madrid, clube que vai se apresentar em 2018, não foi liberado pelo Rubro-Negro. O clube carioca anúnciou o veto uma semana antes do começo do torneio, quando não era mais possíveis inscrever ninguém para seu lugar. Sem ele, a maior estrela é o habilidoso atacante Paulinho, cria do Vasco.

Considerada ao lado do Brasil como uma das principais favoritas ao título, Gana abre o Mundial Sub-17 nesta sexta-feira, às 8h30(de Brasília), quando encara a Colômbia no Estádio Jawaharlal Nehru, em Nova Deli, capital da Índia, pelo Grupo A.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Scroll To Top