Assine o fluminense

Brasileiros se destacam no tênis

Rogério Dutra, pelo ATP 250 de Buenos Aires, e Carol Meligeni, pela Fed Cup, venceram seus duelos disputados ontem

Carolina Meligeni já venceu a quarta seguida e está em grande fase no torneio

Foto: Divulgação

Pelo qualifying do ATP 250 de Buenos Aires, o brasileiro Rogério Dutra, o Rogerinho, derrotou o norueguês Casper Ruud neste sábado. Por 2 sets a 1, com parciais de 6/2, 3/6 e 6/4, o paulista de 35 anos ficou em boa posição de conseguir uma vaga na chave principal do torneio.

Agora, o tenista nacional espera o ganhador do embate entre Cameron Norrie e o eslovaco Andrej Martin.Paulo (2 e 3 de novembro) e o XTERRA Búzios em Armação dos Búzios (30 de novembro e 01 de dezembro).

O primeiro set viu Rogerinho quebrar logo o primeiro serviço do europeu e ficar em vantagem. A partir daí, o brasileiro conseguiu outra quebra e, confortavelmente, fechou em 6/2.

Na segunda parcial, Casper Ruud foi preciso: no segundo saque do rival, o norueguês realizou a quebra e administrou a vantagem para sair com o triunfo. No entanto, no terceiro e último set, Rogério Dutra foi decisivo e, na hora certa, passou à frente do marcador para fechar em 6/4 e sair com a classificação.

Fed Cup – O Brasil largou com vantagem na final do Zonal Americano I da Fed Cup. Graças à vitória de Carolina Meligeni Alves, no confronto contra o Paraguai, o time brasileiro abriu a disputa na frente com o triunfo de Carol sobre Montserrat Gonzalez por 6/3 e 6/2 em 1h07.

A tenista segue invicta nos jogos que fez de simples pela Fed Cup nesta semana e chegou à quarta vitória seguida. Ainda neste sábado, Beatriz Haddad Maia, número 1 do Brasil enfrenta Veronica Cepede Royg. É a chance da brasileira colocar o país com boa margem na final. Para isso, ela precisa superar o retrospecto ruim diante da adversária, que venceu quatro dos cinco jogos que elas fizeram.

É a quarta vez que Brasil e Paraguai decidem o Zonal da Fed Cup, com o time paraguaio tendo vantagem, ganhando em 2015 e 2018. Já o Brasil venceu em 2014.

Depois de passar por Chile e Porto Rico nas rodadas anteriores, o Brasil venceu a Argentina, na noite desta sexta-feira, e avançou à final do Zonal Americano I da Fed Cup. Foi o segundo ano consecutivo que o País passou para a final. Para isso, três partidas foram necessárias e as brasileiras só conseguiram cravar a vaga com a vitória nas duplas.

Nas simples, Carolina Alves, atual 347ª no ranking, enfrentou Catalina Pella, 385ª, e conquistou uma vitória por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/4. Já Bia Haddad, 172ª, jogou contra Victoria Bosio, 317ª, e acabou derrotada por 2 sets a 1, com parciais de 7/6 (7-3), 5/7 e 6/7 (4-7). Um terceiro jogo, desta vez por duplas, foi necessário.

Gringas – Na partida, Haddad atuou ao lado de Luisa Stefani contra as argentinas Jazmin Ortenzi e Catalina Pella. As brasileiras confirmaram o favoritismo e venceram por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/3.

Neste sábado o confronto entre Karolina Pliskova, da República Tcheca e Mihaela Buzarnescu, da Romênia terminou com a anfitriã vencendo pela primeira rodada do Grupo Mundial I da Fed Cup. Fazendo 6/1 e 6/4 em 1h25 de partida, Pliskova deixou as tchecas na frente antes de Simona Halep entrar em quadra.

Mas a ex-número 1 do mundo encarou Katerina Siniakova em seguida e venceu por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/0, empatando a disputa. No domingo acontece o embate mais esperado da série, entre Pliskova e Halep. A romena tem ampla vantagem sobre a adversária, com quatro vitórias, contra duas de Pliskova.

No primeiro jogo, a tcheca teve vida fácil principalmente no primeiro set, quando não sofreu quebras e sacou muito firme, dando pouquíssimas chances para Buzarnescu devolver com perigo. Quebrar o saque também não foi problema par a Pliskova, que ficou perto de aplicar um pneu na primeira parcial.

O segundo set teve mais resistência de Buzarnescu, que confirmava seu saque e colocava mais equilíbrio na partida. Pliskova só foi conseguir quebrar o saque da adversária no final da parcial. Com a vantagem, a tcheca confirmou a quebra e fechou o jogo.

Já Halep foi dominante principalmente no segundo set, quando aplicou um pneu em Siniakova e despachou a adversária sem muito esforço. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top