Assine o fluminense

Canoa promove inclusão em Niterói

‘Va’a nos seus sentidos’ ensina o esporte para deficientes visuais

Na Praia de Icaraí, é cada vez mais comum ver grupos praticando a canoa havaiana. É nesse tipo de canoa que os alunos do ‘Va’a nos seus sentidos’ remam

Foto: Evelen Gouvêa

Calma que não é spoiler. Mas quem viu o filme Bird Box no canal de streaming Netflix deve ter se deparado com as cenas em que, com os olhos vendados, a personagem Malorie atravessa um rio com duas crianças. Quem quiser saber o final do filme, obviamente deverá assisti-lo, mas a verdade é que a aventura, extremamente difícil, é sentida de perto para deficientes visuais de Niterói. Isso porque mais de 10 alunos têm participado do projeto ‘Va’a nos seus sentidos’, que consiste na prática da canoa polinésia.

A ideia partiu do canoísta Douglas Moura, do Icarahy Canoa Clube, e ganhou força após os apoios da Coordenadoria de Acessibilidade de Niterói e a Associação Fluminense de Amparo aos Cegos (AFAC). As aulas acontecem quinzenalmente às sextas-feiras na Praia de Icaraí, na Zona Sul, às 7h30, na altura da Rua Lopes Trovão. 

“A ideia já vinha da minha cabeça. Eu tinha um professor que dizia que fazer isso (projeto) é mais do que enxergar. A gente também faz exercícios de sincronia com os olhos fechados. Ali dentro, eles são mais um remador. Eles são como todos os outros e, na última aula, eu os coloquei como professores. Eles têm evoluído bastante”, contou Diego, que completou: “Usamos o meio público para nossa existência. Eu acho que todo mundo poderia dar sua contrapartida. Fizemos uma parceria com a coordenadoria de Acessibilidade de Niterói e Associação Fluminense de Amparo aos cegos e é feito uma triagem nesses locais com os alunos. Eles nos mandam um grupo e então passamos a ensinar. Nós somos um clube que regularmente faz isso. Eu ensino, eles aprendem, se tornam professores e, então, ensinam outras pessoas. Isso é incluir”, explicou.

A prática de canoa havaiana tem sido cada vez mais comum em Niterói. O município sediará o Primeiro Campeonato Estadual de Velocidade. A competição, que será de canoa havaiana, traz com exclusividade para o município, através da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, o primeiro evento estadual de curta distância de canoagem.

Idealizada pela Federação de Canoa Havaiana do Estado do Rio de Janeiro, FCHERJ, a competição terá duas etapas realizadas. A primeira acontecerá nos dias 6 e 7 de abril, e, nos dias 27 e 28 de julho, ocorre a segunda etapa, ambas na Praia de São Francisco.

Além disso, o município promove aulas gratuitas de canoa havaiana através do Esporte Presente, que acontece todo último sábado de cada mês. 
As atividades acontecem nas praias da Zona Sul, na parte da manhã. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top