Assine o fluminense

Cantusca inicia as semis do Carioca

Canto do Rio pega o Mageense, neste domingo, às 15h, no Alzirão, em Itaboraí

Dentro do Alzirão, Canto do Rio mostra superioridade aos rivais e conta com o apoio da torcida. No último jogo, os torcedores foram o 12º jogador

Foto: Dalton Valério/Canto do Rio

O Canto do Rio inicia neste domingo (23) uma das fases mais importantes desde a sua volta aos gramados. A fase de mata-mata das semifinais da Série C do Campeonato Carioca. O duelo de ida será às 15h, no Alzirão, em Itaboraí, contra o Mageense. Os ingressos para o confronto de ida custam R$10 e estão disponíveis antes da partida na bilheteria do estádio.

Mulheres, idosos e crianças até 14 anos têm entrada franca. Estudantes pagam meia e o clube ainda vai disponibilizar transporte para levar os torcedores. A passagem irá custar R$5 (ida e volta). Além disso, o torcedor que comprar uma camisa do Cantusca até o dia do jogo ganha um ingresso para assistir ao duelo decisivo.

O caminho do Canto do Rio foi marcado por regularidade. Invicto até agora na competição, os comandados de Marquinhos Pereira eliminaram o Ceres nas quartas de final. O primeiro jogo, fora de casa, foi 0 a 0. Já o duelo de volta foi 2 a 1 para os niteroienses, em grande dia do zagueiro Diegão, que marcou todos os gols do duelo (um contra e dois a favor).

O caminho do Mageense também foi quase irretocável, se não fosse por uma derrota para o Independente por 1 a 0 na fase de grupos e uma derrota dentro de casa para o Paduano pelo mesmo placar. Foi aí que entrou em ação o goleiro Serjão. No jogo de volta, a equipe de Magé venceu por 2 a 1, levando a partida para as penalidades. O arqueiro defendeu três pênaltis, de quatro cobrados. 

Cientes de que o duelo poderá seguir o caminho das cobranças, o preparador de goleiros da equipe niteroiense, Fernando Vale, falou sobre a construção de uma defesa forte para encarar os ataques adversários, sobretudo em uma possível disputa de pênaltis, caso aconteça nessa fase.

“Estamos mantendo o planejamento feito no início do projeto para a série C, o planejamento foi realizado até o jogo da final. Os goleiros entenderam muito rapidamente nossa filosofia de trabalho e facilitou bastante a construção e evolução deles. Nessas duas semanas de dois jogos, que estamos encarando como os mais importantes da nossa vida, estamos dando ênfase à concentração e alguns detalhes técnicos, como saídas de gol e reposição de bola. Também sem esquecer as cobranças de pênaltis, tantos os atletas de linha quanto os goleiros estão trabalhando pênaltis desde as quartas de final para uma possível disputa (caso necessário no segundo jogo)”, analisou o profissional.

Já o técnico Marquinhos Pereira também falou da força mental da sua equipe e da semana de treinos que teve. “Nossa semana foi boa, sem muita pressão, mas concentrados. Desde que nos classificamos, vários jogadores treinam pênaltis, então estamos preparados para o que vier a acontecer”, disse o treinador.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top