Assine o fluminense

Clássico decisivo entre Galo e Flamengo

Antes favoritas, equipes tentam reagir neste domingo, no Mineirão

O elenco do Flamengo busca voltar a vencer no Brasileiro e reagir na competição após frustrar a expectativa dos torcedores, terminando o turno longe da ponta

Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

Um duelo entre dois times que geraram muita expectativa na temporada e que entregaram muito pouco até aqui. “Apenas” com o título em seus respectivos estaduais, Atlético-MG e Flamengo se enfrentam neste domingo, às 16h (de Brasília), na Arena Independência, em Belo Horizonte (MG), em confronto válido pela vigésima rodada do Campeonato Brasileiro.

Chance de título na competição é algo bem remoto para ambos. O Rubro-Negro soma 29 pontos e será dirigido mais uma vez pelo interino Jayme de Almeida, que está provisoriamente na vaga de Zé Ricardo, demitido após o revés de 2 a 0 para o Vitória no domingo passado. A ordem é se manter no G-6, a zona de classificação para a Copa Libertadores, e para isso o time ganhou novo fôlego com a goleada de 5 a 0 sobre o Palestino, do Chile, que rendeu a classificação para as oitavas de final da Copa Sul-Americana.

Com 23 pontos, o Galo está mais próximo da zona de rebaixamento do que do G-6 e junta os cacos após a derrota de 2 a 0 para o Grêmio, na rodada passada, e o empate sem gols com os bolivianos do Jorge Wilstermann, que causou a eliminação nas oitavas de final da Copa Libertadores.

Os dois treinadores procuram tratar com o momento de seus times com naturalidade.

“Temos que jogar com o pensamento de que podemos fazer o nosso melhor e derrotar o grande time do Atlético Mineiro na casa deles. A tarefa não é fácil, mas nós sabemos que existe qualidade para isso”, disse Jayme.

Rogério Micale, comandante do Galo, sabe que é preciso reagir rapidamente.

“Ninguém gostou da eliminação na Copa Libertadores, que era um objetivo. Mas temos que reagir rapidamente, pois o Campeonato Brasileiro está logo aqui. É um momento de oscilação em um clube que se acostumou a ganhar e que todos esperam que ganhe muito. Mas não pode acabar o mundo ou existir terra arrasada. O momento é delicado, mas só nós podemos sair dessa situação. Os jogadores são esses, as pessoas que estão aqui trabalhando já demonstraram que são excelentes profissionais. É um momento que o clube vive e que precisamos passar por ele. Precisamos achar um meio para que tudo funcione, os jogadores são esses, não vai mudar. Eu estou no barco e acredito que a gente pode fazer algo, pois fazemos o melhor, que é trabalhar”,  analisou Micale. 

Pelo lado do Flamengo, Jayme perdeu os meias Diego e Everton, que cumprem suspensão por acúmulo de cartões amarelos. Assim, o esquema deve contar com três volantes, com o colombiano Gustavo Cuéllar reforçando a marcação. No ataque o colombiano Orlando Berrío ganha a vaga ao lado de Felipe Vizeu, mais uma vez escalado porque Paolo Guerrero, com lesão na coxa direita, segue afastado.

Para este jogo Micale não confirmou a escalação do Galo, mas deve manter a base que vem jogando, pois aposta no entrosamento. As dúvidas do técnico atleticano estão no ataque e meio campo. Na frente, Fred jogou no sacrifício contra o Wilstermann e sua participação contra o rubro-negro ainda não está confirmada.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Scroll To Top