NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Clássico Fla-Flu termina em empate sem gols no Maracanã

Em jogo muito equilibrado, Fluminense e Flamengo empataram sem gols em partida disputada na noite deste domingo (9), no Maracanã, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado fez a equipe tricolor chegar aos sete pontos ganhos e ocupar a 16ª posição, bem perto da zona do rebaixamento. O Flamengo, por sua vez, caiu para a quinta colocação com 14 pontos ganhos.

Mesmo com muitos desfalques, o Fluminense foi um pouco melhor do que o adversário. A equipe dirigida por Fernando Diniz criou mais chances de gol do que o adversário, mas não foi feliz nas conclusões. O Flamengo não mostrou o futebol que Jorge Jesus, novo treinador contratado, esperava ver. Do alto da tribuna, o treinador português viu uma equipe irregular que alternou bons e maus momentos durante a partida.

Na próxima rodada, o Fluminense vai enfrentar a Chapecoense, na Arena Condá. O Flamengo terá o CSA pela frente no Mané Garrincha, em Brasília.

O jogo – Mal a partida começou e o volante Piris da Motta já foi advertido com cartão amarelo por entrada dura no atacante João Pedro. Fiel ao seu estilo, o Fluminense tocava a bola, mas não conseguia se aproximar da área rubro-negra, o que só aconteceu aos cinco minutos quando o lateral Caio Henrique investiu e bateu forte, mas a bola desviou em Rodrigo Caio e voltou para o meia Ganso que mandou por cima do travessão.

O Flamengo encontrava dificuldade em evitar a troca de passes do adversário e não conseguia se organizar no ataque.

Aos 12 minutos, Daniel bateu escanteio, Willian Arão tentou cortar de cabeça, mas quase mandou para seu próprio gol, assustando o goleiro Diego Alves.

O time dirigido por Fernando Diniz seguia controlando as ações, enquanto o Flamengo não conseguia marcar a saída de bola e dava liberdade para que os tricolores trocassem passes por todo o campo.

Só aos 15 minutos é que o time rubro-negro criou seu primeiro grande momento no jogo. Gabigol foi lançado, se livrou de Yuri e chutou com muito perigo para o gol de Agenor.

Animado com a primeira investida, o Flamengo criou nova chance de gol aos 18 minutos. O meia Diego foi lançado na corrida, esperou a saída do goleiro Agenor e bateu, mas a bola se chocou com a trave.

O jogo ficou equilibrado com as duas equipes se alternando em ações ofensivas. Aos 22 minutos, após cruzamento de Caio Henrique, Luciano completa, mas a bola bate no rosto de Rodrigo Caio e facilitou a defesa de Diego Alves. A torcida tricolor pediu pênalti, alegando que a bola teria batido na mão do zagueiro, mas a arbitragem mandou o jogo seguir.

O Flamengo respondeu com um voleio de Gabigol após cruzamento de Renê, mas a bola não levou perigo para Agenor.

Depois de um início complicado, o Flamengo assumiu o controle da partida, na segunda metade do primeiro tempo, não permitindo mais liberdade para a troca de passes dos jogadores tricolores.

Aos 30 minutos, Éverton Ribeiro levantou e Gabigol concluiu de bicicleta, mas a bola saiu.

O jogo caiu de ritmo e só aos 39 minutos, a torcida voltou a se agitar, quando Éverton Ribeiro levantou na área e Léo Duarte, sem marcação, cabeceou para fora.

Fluminense e Flamengo voltaram modificados para o segundo tempo. No Tricolor, o atacante Brenner saiu para entrada de Marcos Paulo, enquanto, no Flamengo, o meia Diego sentiu dores na panturrilha e deu lugar ao atacante Berrio.

Logo no primeiro minuto, Éverton Ribeiro fez ótimo passe para Bruno Henrique que bateu cruzado, mas Agenor defendeu bem. A resposta tricolor veio com Ganso. O meia tricolor se aproveitou de uma saída errada de Léo Duarte e arriscou, mas a bola saiu.

Com a saída de Diego, Éverton Ribeiro recuou para atuar na armação.

Aos quatro minutos, João Pedro foi lançado nas costas da zaga e tocou na saída de Diego Alves, mas o goleiro rubro-negro salvou com o pé.

Mais recuado, Éverton Ribeiro criava boas situações para os companheiros. Foi assim que aconteceu aos aos sete minutos quando ele descobriu Berrio na área. O colombiano chutou cruzado, mas não conseguiu levar perigo.

No Fluminense, Ganso aparecia bem nas ações ofensivas. Aos doze minutos, ele chutou forte, mas a bola encobriu o travessão.

Os dois times seguiam atuando de forma ofensiva, tentando a marcação do primeiro gol. Aos 22 minutos, após escaneio cobrado por Éverton Ribeiro, Rodrigo Caio cabeceou e Agenor fez uma defesa segura.

Aos 27 minutos, o Fluminense criou mais uma chance para marcar. Marcos Paulo chutou forte, Diego Alves fez defesa parcial e Rodrigo Caio conseguiu mandar para escanteio.

Insatisfeito com a produção do ataque rubro-negro, o técnico Marcelo Salles decidiu colocar Vitinho na vaga do Gabigol que teve atuação apagada. E na primeira intervenção, aos 33 minutos, Vitinho bateu falta e a bola passou muito perto da trave defendida por Agenor.

Aos 35 minutos, o Fluminense desperdiçou ótima chance para marcar. Caio Henrique chutou forte, Diego Alves deu rebote e Marcos Paulo, mesmo sem ângulo, decidiu chutar direto e mandou para fora.

O Tricolor das Laranjeiras seguiu pressionando e , aos 45 minutos, João Pedro recebeu na área, mas chutou fraco e facilitou a defesa de Diego Alves.

Scroll To Top