Assine o fluminense

Dia de clássicos pelo Sudeste

Na capital paulista, São Paulo e Santos se enfrentam, às 17h, no Morumbi. Em Minas, Galo e Coelho se enfrentam

O técnico alvinegro Jair Ventura tenta fazer o Santos embalar de vez no Paulistão, vencendo o São Paulo, na tarde deste domingo, no estádio do Morumbi

Foto: Divulgação / Ivan Storti / Santos

A partir das 17 horas (de Brasília) deste domingo (18), no Morumbi, São Paulo e Santos se enfrentarão pela oitava rodada do Campeonato Paulista. Ao entrarem em campo, as equipes buscarão a primeira vitória em clássicos na temporada 2018.

Vindo de quatro triunfos consecutivos sem sofrer gols, sendo dois pelo Estadual, o Tricolor lidera o Grupo B, com dez pontos e um jogo a menos que os demais. Sua última derrota, inclusive, foi para o Corinthians, por 2 a 1, no Majestoso disputado em 27 de janeiro, no Pacaembu.

Embalado pela sequência invicta, o time dirigido por Dorival Júnior tentará consolidar o bom momento no primeiro San-São do ano.

“Esse jogo é uma oportunidade de trazer o torcedor de volta, com vitória e bom rendimento - destacou Hudson, que deverá voltar ao banco de reservas, uma vez que Petros retorna de suspensão.

"Vamos pra cima para conquistar a vitória e estabelecer a confiança", prometeu Nenê, que tem a visão compartilhada por Diego Souza.

"Mesmo com pouco descanso, temos de impor nosso ritmo. Temos totais condições de fazer mais um grande jogo e alcançar a quinta vitória consecutiva", projetou o camisa 9.

No São Paulo, Rodrigo Caio, suspenso, é o único desfalque. A tendência, portanto, é que Bruno Alves permaneça entre os titulares e forme dupla de zaga com Anderson Martins, cujo ritmo de jogo é maior que o de Arboleda, que ainda não atuou no ano devido a uma lesão na coxa e que deverá ficar como opção no banco.

Depois de uma sequência de três jogos sem vitória, o Santos se reabilitou ao vencer o São Caetano por 2 a 0 e reassumir a liderança do Grupo D, com 11 pontos, um a mais que o Botafogo.

Mesmo fora de casa, o técnico Jair Ventura promete ir para cima do São Paulo, assim como tentou fazer na derrota por 2 a 1 para o Palmeiras, na arena do rival, quando o Peixe teve mais posse de bola.

"Vamos jogar para vencer o São Paulo. Jogando nosso jogo, apoiado, buscando a posse de bola. Queremos continuar sendo a equipe com mais posse, fazendo a junção com resultados positivos", disse Jair.

O Santos não contará com David Braz, suspenso. Em compensação, Renato volta à equipe após ser poupado diante do São Caetano. A dúvida está na lateral esquerda. Com Caju em baixa, Copete pode ser improvisado, oferecendo espaço para Arthur Gomes no ataque.

Mineiro – Galo e Coelho se encontram em momentos completamente diferentes. O Alviverde segue seu planejamento e segue na cola do Cruzeiro. Já o Alvinegro está perdido, junta os cacos após demitir seu treinador e o planejamento foi jogado para o lado no primeiro mês de trabalho. Com essa realidade, as equipes duelam, na tarde deste domingo, no Independência, pelo Campeonato Mineiro.

O Atlético vive claros problemas. Nos bastidores, a equipe alvinegra vai para a partida com técnico interino. Durante a semana, após a derrota para a Caldense, por 2 a 1, de virada, a equipe buscou treinadores, mas não teve sucesso até agora.

Em campo, ficou nas mãos de Thiago Larghi a missão de colocar a máquina para funcionar. Em entrevista coletiva, na Cidade do Galo, o interino disse que pretende deixar o Atlético com a posse de bola.

“Tenho uma base defensiva, o futebol é atacar e defender, mas com uma defesa sólida. Tenho linha de ter o controle do jogo, posse de bola”, destacou o treinador.
Diante disso, e somente isso, é possível dizer que o Galo vai com uma postura mais defensiva, com três volantes. A formação oficial, entretanto, não será possível, já que o Atlético fez treinos fechados nos últimos dias.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Scroll To Top