Assine o fluminense

Duelo de seis pontos no Chile

Vasco visita hoje o Universidad de Chile, em Santiago. Vitória e combinação de placar dão vaga na Sul-Americana

Elenco vascaíno sabe da importância de sair com a vitória no Chile. Para isso, equipe não pode levar pensar em levar gols

Paulo Fernandes/Vasco

O Vasco visita a Universidad de Chile nesta terça-feira, às 21h30 (de Brasília), no Estádio Nacional, em Santiago, no Chile, pela última rodada do Grupo E da Copa Libertadores em um verdadeiro confronto direito pela terceira colocação, que dá uma vaga na Copa Sul-Americana. Ambos não podem mais brigar por um lugar nas oitavas de final e passar para o outro torneio representa minimizar o prejuízo financeiro e ainda sonhar com um título internacional. 

Com cinco pontos na competição, os chilenos têm a vantagem do empate diante do Vasco, que soma apenas dois pontos. Para avançar os brasileiros precisam ganhar, porém, a partir de 2 a 1 ou por dois ou mais gols de vantagem. Isso porque, mesmo que faça 1 a 0, o Cruz-Maltino ficaria em desvantagem nos critérios de desempate.

“Temos que trabalhar muito para garantirmos a classificação e sonharmos com um título importante. A Copa Sul-Americana é uma competição muito importante e podemos brigar por ela no segundo semestre. Vamos com a espírito de uma final”, disse o meia Thiago Galhardo.

O técnico Zé Ricardo comentou a estratégia vascaína para o embate. 
“Nós precisamos pensar em ganhar o jogo primeiro. Não adianta entrar buscando dois gols, pois vamos de qualquer forma precisar fazer o primeiro. Um passo de cada vez. Temos que trabalhar a bola com inteligência e sem afobação”, disse o comandante vascaíno, que no fim de semana viu sua equipe empatar por 1 a 1 com o Flamengo pelo Campeonato Brasileiro. 

Em termos de escalação, Zé Ricardo vai manter a base que enfrentou o Flamengo. Porém, o lateral-esquerdo Henrique, suspenso por acúmulo de cartões amarelos, fica de fora. Fabrício deve ser o substituto. 

Pelo lada da Universidad de Chile, Esteban Valencia, interinamente na função de técnico, espera problemas diante do Vasco.

“Vamos enfrentar um adversário qualificado e que vai em busca de uma vitória para avançar para a Sul-Americana. Vamos precisar trabalhar com inteligência e ditar o ritmo da partida”, analisou o treinador. 

Para este compromisso a Universidad de Chile perdeu o volante Ángelo Araos, suspenso por acúmulo de cartões amarelos, e o meia Lorenzo Reyes, expulso na derrota de 1 a 0 para o Racing. Outro problema é o goleiro Johnny Herrera, vetado com dores na região lombar. Assim, Fernando de Paul assume o arco. No meio entram Armando Cooper e Mauricio Pinilla, que jogará mais adiantado, no ataque. 

No fim de semana a Universidad de Chile chegou a começar vencendo o jogo com o Palestinom, porém, permitiu a virada e perdeu por 2 a 1. Agora, o time aparece na quinta colocação do Campeonato Chileno e precisa da vitória para espantar uma possível crise entre torcedores e equipe, além da classificação na Sula.

 
Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top