Assine o fluminense

Elenco tricolor descarta clima de revanche contra a LDU

Atletas não veem relação esta partida com os duelos anteriores

O grupo do Fluminense reitera que os duelos de 2008 e 2009 não terão influência sobre o confronto contra a LDU, no Maraca

Foto: Divulgação

Clima de vingança? Isso não passa na cabeça dos jogadores do Fluminense em relação ao jogo desta quinta (14), às 19h15 (Brasília), contra a LDU, do Equador, pelo confronto de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana. O time equatoriano virou uma espécie de “fantasma” pelos lados das Laranjeiras por ter causado dois traumas ao Tricolor carioca em finais de torneios continentais.

Os times duelaram na grande decisão da Copa Libertadores de 2008. Na ida a LDU surpreendeu e ganhou por 4 a 2. Na volta, no Maracanã lotado, o Tricolor fez 3 a 1 e forçou a prorrogação e a disputa de pênaltis. Nas penalidades os equatorianos ganharam por 3 a 1. Um ano depois, pela Copa Sul-Americana de 2009, nova final. Em casa os equatorianos aplicaram uma goleada histórica por 5 a 1, enquanto que no Rio de Janeiro o Tricolor conseguiu apenas um 3 a 0, em jogo que o artilheiro Fred acabou expulso.

“Temos que pensar sempre no jogo que está por vir e não no que aconteceu no passado. A LDU sempre monta grandes times e com certeza vai ser um jogo muito equilibrado, mas é importante que a gente consiga fazer um bom resultado para ter tranquilidade no jogo da volta”, disse o atacante Henrique Dourado, artilheiro do Campeonato Brasileiro atualmente com 13 gols anotados, um a mais que o corintiano Jô. 

O zagueiro Henrique  teve diagnosticada uma lesão muscular na coxa esquerda e irá desfalcar o Flu contra a LDU.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Scroll To Top