Assine o fluminense

Federação surpreende e demite treinador da Espanha

Ida de Julen Lopetegui ao Real Madrid causou desconforto. Hierro assume

Presidente da Federação Espanhola de Futebol, Luis Rubiales anunciou nesta quarta-feira a demissão de Julen Lopetegui do cargo de técnico da seleção espanhola, dois dias antes da estreia na Copa do Mundo da Rússia. O acerto do treinador com o Real Madrid, oficializado pelo clube nesta terça-feira, para assumir o time após o Mundial, teria irritado o mandatário, que se viu “obrigado a demiti-lo”.

“Agradecemos ao Julen por tudo o que ele fez porque ele é um dos grandes responsáveis por estarmos na Rússia, mas somos forçados a dispensá-lo. Tem de haver uma mensagem clara para todos os trabalhadores da Federação Espanhola de que existem algumas formas de agir que devem ser cumpridas”, afirmou, em coletiva de imprensa.
Após o anúncio oficial da demissão do técnico Julen Lopetegui, feito pelo presidente da Federação Espanhola de Futebol Luis Rubiales, a seleção espanhola confirmou de imediato o nome de seu mais novo treinador. Trata-se de Fernando Hierro, ex-zagueiro do Real Madrid e da própria Fúria, que assumirá a equipe a menos de 48 horas da estreia na Copa do Mundo da Rússia, contra Portugal, amanhã.

Como jogador, Hierro disputou quatro Mundiais. Como treinador, foi assistente técnico do Real Madrid em 2014/2015, quando Carlo Ancelotti comandava os merengues. De resto, a única experiência à frente de outra equipe profissional foi no Real Oviedo, da segunda divisão espanhola, onde permaneceu por uma temporada antes de se tornar diretor de futebol da seleção nacional, em 2016. O espanhol já estava desempenhando o cargo na Rússia e, inclusive, esteve presente na coletiva de imprensa do mandatário da RFEF, nesta manhã.

No aeroporto, ainda que brevemente, o novo treinador do Real Madrid falou pela primeira vez após a demissão.

“Estou muito triste, mas desejando que joguemos uma magnífica Copa e ganhemos… Temos uma grande equipe e espero que ela consiga vencer o Mundial”, declarou. 

Logo após o anúncio, o zagueiro e capitão Sérgio Ramos postou nas redes sociais uma mensagem de apoio ao grupo e ressaltou que o objetivo dos espanhóis continua sendo o mesmo.

“Nós somos a seleção, representamos um simbolo, as cores de um país, representamos os torcedores, um país inteiro. A responsabilidade e o compromisso são com vocês e por vocês. Ontem, hoje, amanhã, estaremos todos juntos”, publicou o defensor em sua conta oficial do Twitter.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top