NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Flamengo decide vaga no Maracanã

O lateral direito Rafinha fará sua estreia na competição

Alexandre Vidal/Flamengo

Vivendo um bom momento na temporada Flamengo e Athletico-PR tentam evitar a primeira decepção do ano nesta quarta-feira, quando se enfrentam a partir das 21h30(de Brasília), no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), pela rodada de volta das quartas de final da Copa do Brasil. Os dois times foram campeões estaduais, avançaram para as oitavas de final da Copa Libertadores e fazem boa campanha no Campeonato Brasileiro. Por sinal, ganharam no fim de semana. O Furacão fez 1 a 0 no Internacional e o Rubro-Negro carioca atropelou o Goiás: 6 a 1.

Na partida de ida houve empate por 1 a 1 e quem ganhar agora avança, sendo que qualquer empate levará para a disputa de pênaltis. A semelhança entre os times faz com que todos esperem novo confronto equilibrado.

“A expectativa é de mais um encontro muito equilibrado, pois estamos falando de dois times de muita qualidade e que estão confirmando em campo o que se espera deles. Mas agora entra o fator eliminatório, pois não podemos estar em um mau dia póis pode acabar custando todo o trabalho que foi feito para esta competição. Vamos com o máximo de atenção para este duelo”, disse o atacante Bruno Henrique do Flamengo.

O técnico Tiago Nunes, do Furacão, tem pensamento semelhante.

“O jogo passado apresentou equilíbrio, como acredito que vai acontecer na grande parte do encontro entre esses dois times. O Flamengo vai jogar em casa, mas vamos precisar mostrar a paciência para nos fecharmos bem e encontrarmos a hora certa de ganhar”, disse o treinador do Athletico.

Os comandandos do técnico Jorge Jesus, por sua vez, acreditam que o que pode desequilibrar é o apoio da torcida.

“Mais uma vez a nossa expectativa é de poder contar com o apoio do nosso torcedor. Ele tem feito muito a diferença a nosso favor e é uma arma importante nessas competições eliminatórias”, disse o zagueiro Rodrigo Caio.

O meia William Arão deu o tom da determinação do Rubro-Negro na busca pela vaga nas semifinais.

“No Flamengo não podemos escolher jogo. Sabemos da grandeza de vestir essa camisa. Não entramos mais relaxados. Cada jogo é final de Copa do Mundo. É um jogo eliminatório. Queremos a classificação”, decretou Arão.

Para este jogo, o Flamengo deve repetir a base da equipe utilizada na goleada sobre o Goiás. Jorge Jesus, que insiste na intensidade de jogo em sua equipe, não deve deixar de colocar sangue novo para a decisão desta quarta. Os laterais Rodinei e Renê, poupados contra o Goiás, retornam nos lugares de Rafinha, ainda longe da melhor forma, e Trauco. A grande dúvida é em relação ao aproveitamento de Cuéllar. O colombiano iniciou como titular no jogo de ida em Curitiba, mas sua atuação não foi das melhores, e ele perdeu o posto para Diego no domingo. 

Scroll To Top