Assine o fluminense

Flamengo pega o CSA no Estádio Mané Garrincha

Duelo em Brasília será o último jogo do auxiliar Marcelo Salles

Bruno Henrique é um dos artilheiros do Campeonato Brasileiro e quer se distanciar dos concorrentes marcando mais gols

Alexandre Vidal/Flamengo

Ainda em busca de uma estilo de jogo o Flamengo encara o CSA nesta quarta-feira, às 21h30(de Brasília), no Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF), pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. O duelo aconteceria em Maceió (AL), mas o time alagoano vendeu o mando de campo em busca de melhorar sua receita.

O Rubro-Negro, que vem de empate sem gols com o Fluminense no clássico carioca do fim de semana, tem 14 pontos e pretende encurtar a distância para o líder Palmeiras, que tem cinco pontos a mais e um jogo a menos. Já o campeão alagoano tenta se reerguer após a derrota de 2 a 1 para o Botafogo, que o colocou afundado na zona de rebaixamento com seis pontos.

Este será o último jogo do Flamengo sob os cuidados do auxiliar Marcelo Salles. Depois da partida o técnico português Jorge Jesus assume o comando. Por isso o interino sabe que o time precisa deixar uma boa impressão.

“Não vamos ter muito tempo de treiuno, mas precisamos evoluir, na base da conversa, dos vídeos e da vontade. O nosso pensamento é de ir para o recesso do Campeonato Brasileiro para a disputa da Copa América com uma vitória”, disse Salles.

Os jogadores flamenguistas, porém, pedem cuidado com o adversário, apesar da posição dos alagoanos na tabela de classificação. O favoritismo não é muito bem visto pelos lados do Ninho do Urubu.

“Temos que tomar muito cuidado, pois as vezes esses jogos que muitos acham que pode ser fácil se tornam complicados. O CSA também precisa da vitória e precisamos ir com cautela”, disse o meia Everton Ribeiro.

Em termos de escalação o Flamengo tem uma dúvida. O meia Diego, se recuperando de um edema na panturrilha direita, não tem presença assegurada. Se ele for vetado, Vitinho deve assumir o posto. O desfalque fica por conta do lateral-direito Pará, que cumpre suspensão por acúmulo de cartões amarelos. Rodinei entra no setor. 

 
Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top