Assine o fluminense

Fluminense encara a Chapecoense na Arena

O Tricolor vem de empate sem gols com o Flamengo, em clássico carioca

Em um confronto direto na luta para ficarem de fora da zona de rebaixamento, o Fluminense visita a Chapecoense nesta quinta-feira, às 20h, na Arena Condá, em Chapecó, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. Ambos somam sete pontos e precisam lutar contra a própria irregularidade. O Tricolor vem de empate sem gols com o Flamengo, em clássico carioca, enquanto que os catarinenses querem reagir após a derrota de 2 a 1 para o Goiás. 

Fernando Diniz, treinador do Fluminense, espera problemas. “A Chapecoense é muito forte em casa e é muito bem treinada pelo Ney Franco. Vamos precisar estar em uma boa noite e jogarmos de maneira mais eficiente para atingirmos o nosso objetivo”, disse Fernando Diniz.

O treinador do Tricolor porém vai enfrentar muitas dificuldades mais uma vez para montar o time. A lista de desfalques do Fluminense é enorme. O goleiro Rodolfo e o lateral-direito Gilberto, ambos com dores no joelho direito, serão avaliados, porém, com poucas chances de jogarem. Seguem entregues ao departamento médico os zagueiros Léo Santos, se recuperando de uma cirurgia no joelho esquerdo, Digão, que sofreu uma fratura na tíbia da perna esquerda, e Matheus Ferraz, que rompeu os ligamentos do joelho direito; o volante Bruno Silva, que se submeteu a uma artroscopia no joelho esquerdo, e o atacante Yony González, que se recupera de um estiramento na coxa direita. A lista ainda cresceu pois Luciano, que completou seis jogos pelo clube, pediu para não atuar, o que dá sinais de que ele pode estar negociando com outro clube da Série A. Marcos Paulo assume a vaga dele. O zagueiro Nino e o volante Aírton, que cumpriram suspensão no clássico, voltam nas vagas, respectivamente, de Yuri e Brenner. 

“Vamos a campo com um time que conta com a minha confiança e que com certeza tem condições de desempenhar um bom papel”, disse Diniz.

Pelo lado da Chapecoense, o técnico Ney Franco quer fazer prevalecer seu mando.

“Vai ser um jogo muito complicado, pois o Fluminense tem um time muito técnico e o trabalho do Fernando Diniz tem sido muito bom. Mas nós precisamos ganhar para fazer prevalecer o nosso mando de campo e irmos com tranquilidade para o recesso do Campeonato Brasileiro”, disse .  

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top