Assine o fluminense

Início do 'Itacoatiara Pro' é adiado

Com previsão de poucas ondas para os próximos dias a nova chamada ocorre na próxima sexta-feira (22), às 7h

Com previsão de vento e mar pequeno, direção de prova da etapa brasileira do Circuito Mundial de Bodyboarding espera por novo swell

Foto: Tony D´Andrea/Itacoatiara Pro

O vento esperado para entrar com força no meio da semana chegou antes e a direção de prova optou pelo adiamento do evento principal do Itacoatiara Pro 2018 nesta segunda-feira (18). Com previsão de poucas ondas para os próximos dias já foi decretada que a nova chamada ocorre apenas na próxima sexta-feira (22), às 7h. Dessa forma, os atletas terão a semana livre para treinos e descanso, além de aproveitarem um pouco das belezas naturais da região.

“A chamada para day off é definitiva para os próximos dias e nós vamos retornar na sexta-feira com as previsões indicando uma boa ondulação a caminho. O vento deve ficar ainda mais forte nessa segunda então foi uma decisão bem acertada. Nessa semana sem campeonato vamos ativar bastante a parte de sustentabilidade que envolve o Itacoatiara Pro. Contamos com o apoio do INEA (Instituto Estadual do Ambiente) e da Fundação Municipal de Educação para a realização de ações socioambientais e esportivas com as crianças dos projetos sociais em parceria com os melhores atletas do mundo”, avalia Giuliano Lara.

E a decisão do adiamento agradou aos atletas que estão ansiosos para o início da competição. Segundo Dudu Pedra, um dos locais de Itacoatiara, a expectativa é de boas ondas para o final da semana. “Hoje amanheceu com essa ondulação de leste e a previsão é que ela vire para sul já nas próximas horas. Esse vento leste joga a bancada para o lado do Pampo e com a próxima previsão chegando a ideia é que o mar esteja perfeito a partir de sexta. Além disso, tudo indica que teremos sol, vento bom, ondulação na direção correta e a bancada muito mais organizada. Tudo está colaborando para que tenhamos um show a partir de sexta”, avalia Dudu.

Brasileiros em maioria no evento principal

Ao término da fase de triagens do Itacoatiara Pro o Brasil consolidou-se como a nação com o maior número de atletas no evento principal. No total serão dez atletas defendendo as cores da bandeira brasileira contra cinco havaianos, três sul-africanos, três australianos, três chilenos, dois franceses, dois portugueses, um marroquino, um argentino, um peruano e um das Ilhas Reunião.

Dos trinta e dois classificados para o evento principal apenas dois venceram o Itacoatiara Pro em edições passadas. Amaury Lavernhe (2013 e 2015) e Jared Houston (2014) têm a chance de repetir os feitos de anos anteriores. Além disso, outro dado curioso, é que cinco dos competidores sobreviventes no evento principal já conquistaram títulos mundiais. Iain Campbell (2017), Pierre Louis Costes (2011 e 2016), Jared Houston (2015), Amaury Lavernhe (2010 e 2014) e Uri Valadão (2008).
 
Baterias do evento principal

#1 – Jared Houston (AFS) x Uri Valadão (BRA) x Brahim Iddouch (MAR) x Mack Crilley (HAV)
#2 – Antonio Cardoso (POR) x Tristan Roberts (AFS) x Sócrates Santana (BRA) x Adejaldo Silva (BRA)
#3 – Eder Luciano (BRA) x Alan Munoz (CHI) x Isaias Ravyc (BRA) x Patrick Orr (HAV)
#4 – Tanner McDaniel (HAV) x Maxime Castillo (FRA) x Roberto Bruno (BRA) x David Barbosa (BRA)
#5 – Pierre Louis Costes (FRA) x Miguel Rodriguez (PER) x Nicolas Chiara (ARG) x Kevin Torres (CHI)
#6 – Dudu Pedra (BRA) x Amaury Lavernhe (I REU) x João Zik (BRA) x Sammy Morrentino (HAV)
#7 – Jacob Romero (HAV) x Lewy Finnegan (AUS) x Lachlam Cremsie (AUS) x George Humphreys (AUS)
#8 – Iain Campbell (AFS) x Dino Carmo (POR) x Sacha Damjanic (CHI) x Hugo Medeiros (BRA) 
 
Itacoatiara Pro – Galeria de campeões

2012 – Dave Winchester (Austrália)
2013 – Amaury Lavernhe (Ilhas Reunião)
2014 – Jared Houston (África do Sul)
2015 – Amaury Lavernhe (Ilhas Reunião)
2016 – Alex Uranga (País Basco)
2017 - Diego Cabrera (Ilhas Canárias)
 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top