Assine o fluminense

Nadal se despede de 2018 com cirurgia

Tenista espanhol encerrou a temporada para operar o tornozelo

Tenista sofreu com lesões ao longo do ano. Esperado para mais uma competição, espanhol decidiu antecipar cirurgia no tornozelo para voltar bem em 2019

Ben Solomon/Tennis Australia

Notícia triste para os fãs de tênis. Há poucas horas do sorteio dos grupos do ATP Finals, que aconteceu nesta segunda-feira, às 17h (de Brasília), o espanhol Rafael Nadal anunciou que não irá disputar a competição, encerrando a temporada mais cedo, o que frustrou os fãs do atleta espanhol.

Por meio de suas redes sociais, o Toro Miúra revelou ainda que precisará passar por uma cirurgia no tornozelo ainda nesta segunda-feira e agradeceu o apoio de todos.

“Escrevo essas palavras encerrando minha temporada. Foi um ano complicado. Muito bom no nível de tênis que pude jogar, mas muito ruim em relação a lesões. Fiz todo o possível para chegar em boas condições ao fim da temporada, tanto em Paris como em Londres. Infelizmente, tive um problema abdominal em Paris na semana passada e e tenho um cisto na articulação do tornozelo que precisará ser removido com cirurgia”, destacou o tenista.

O canhoto de Mallorca também explicou a situação de seu tornozelo, que o tirou o Aberto dos Estados Unidos e de toda a temporada asiática. “É certo que havíamos detectado o problema faz tempo e que de vez em quando me incomodava. 

“Além disso, o problema abdominal me impede de jogar e por isso já vamos aproveitar o momento para remover o cisto no joelho e evitar problemas futuros”, acrescentou,

“Espero agora poder estar em boas condições para a próxima temporada. Agradeço ao apoio de todos”, finalizou Nadal, que dará lugar ao norte-americano John Isner no sorteio do Finals, além de garantir Novak Djokovic como número um do mundo ao fim da temporada.

Definido – Na tarde desta segunda-feira, foram definidos os dois grupos do último torneio do circuito de tênis de 2018, o ATP Finals. A competição, que reúne os oito melhores colocados do ranking, terá de um lado, no Grupo Guga Kuerten, o atual número um do mundo, Novak Djokovic, e do outro, o número dois, Roger Federer, no Grupo Lleyton Hewitt.

Junto com o sérvio, no grupo que homenageia o maior tenista brasileiro, estarão Alexander Zverev, Marin Cilic e John Isner, que herdou a vaga de Rafael Nadal, após o espanhol anunciar nesta segunda-feira que precisará passar por uma cirurgia no tornozelo, ficando de fora do Finals e encerrando a temporada mais cedo.

Djoko vai em busca do seu sexto título na competição e seu retrospecto contra os adversários do grupo é favorável. O sérvio lidera o histórico contra Cilic por 16 a 2, além de ter vencido oito dos dez jogos que fez contra Isner. Com relação a Sascha Zverev, ele tem uma vitória e uma derrota. 

No outro grupo, que por sua vez irá homenagear ex-número 1 do mundo e bicampeão do Finals em 2001 e 2002, Lleyton Hewitt, estarão Kei Nishikori, Kevin Anderson e Dominic Thiem, juntamente com Federer.

O suíço vai em busca do heptacampeonato do torneio e também leva vantagem no retrospecto diante de Nishikori, com 7 vitórias e duas derrotas, e Anderson, com quatro triunfos e um revés. O ex-número um do mundo perde apenas para Thiem, que em três encontros entre eles, venceu dois.

O ATP Finals está marcado para este domingo, dia 11 de novembro. e 6/4.

 
Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top