Assine o fluminense

Nas remadas para o sucesso

Aos 42 anos, o niteroiense Jefferson Stil conquistou em dezembro o estadual do Race Stand Up Paddle

Destaque há tempos em Niterói, Jefferson Stil pretende passar seus conhecimentos dentro do esporte para as futuras gerações

Divulgação

A cidade de Niterói é conhecida por ser um celeiro de atletas campeões e, mais uma vez, um representante do município chegou no lugar mais alto do pódio no ano de 2018. Jefferson Stil, niteroiense de 42 anos, faturou o título estadual do Race Profissional de Stand Up Paddle no último dia 2 de dezembro, colocando Niterói mais uma vez entre os melhores.

E a história do mais novo campeão estadual, morador do Bairro de Itaipu, começou a ser escrita há 5 anos atrás, no ano de 2013. Acostumado a pegar onda de bodyboard e longboard, o niteroiense resolveu experimentar o que até então era uma novidade na época, o stand up paddle.

“Estava sentado com minha esposa durante uma tarde observando o mar enquanto uma pessoa praticava stand up, que era novidade no período. Ela comentou comigo que parecia ser um esporte bem legal. Como eu praticava outras modalidades, pensei que deveria experimentar. Na hora, fui atrás de um amigo que alugava pranchas, que me emprestou o equipamento sem custos. Foi amor à primeira vista! Logo na primeira remada, senti como se eu tivesse 13 anos de novo. Estava um dia bonito, ensolarado e o vento batia suave no rosto. Ali fiquei maravilhado com o contato com a natureza e não parei mais.”

Evoluindo rapidamente no esporte, Jefferson descobriu que podia mais, e começou a disputar competições em 2014. Dois anos depois, em 2016, ele já faturava o título de campeão estadual invicto da categoria de base Fun Race. No ano seguinte, o niteroiense foi introduzido na categoria Race Profissional, a mais importante do stand up paddle. Uma evolução rápida que foi construída com muito suor, apoio da família, amigos e parcerias.

Jefferson Stil faturou o título estadual do Race Profissional em 2018

Divulgação /Jefferson Stil

“Desde o início, contei com parcerias para que tudo se tornasse possível. Tive o apoio de academias e estabelecimentos de Niterói que acreditaram no meu potencial. O stand up é um esporte que exige muito do condicionamento físico do atleta, além de exigir muita técnica para que lesões não ocorram. Esse apoio, com equipamentos e alimentação, foi determinante para eu chegar aonde cheguei”, disse.

O atleta que treina diariamente, seja na academia ou dentro da água, quer deixar também um legado para jovens que se interessem em se profissionalizar no esporte. Jefferson destaca a importância do treinamento e foco no objetivo.

“É fundamental que o atleta tenha um treinador, assim ele consegue manter o foco, realizar os exercícios corretamente e receber o auxilio para aprimorar sua técnica. Atualmente dou aulas para três atletas em Niterói. Um deles é Filipe Duarte, atleta da categoria amadora, que tem um futuro brilhante pela frente. Ele segue os passos de outro aluno meu, o pai dele, Walace Duarte, que já conseguiu ser vice-campeão na categoria este ano. Hoje estou capacitado para formar novos campeões na cidade”.

Jefferson agora foca no próximo objetivo, a competição nacional Rei e Rainha do Mar, que será realizada na praia de Copacabana no dia 23 de dezembro. Grande chance de mais um título para Niterói.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top