Assine o fluminense

Nigéria vence e ajuda a Argentina

Depois de um primeiro tempo sem muitas emoções, a Nigéria cresceu de produção na segunda etapa e através de Musa, que viveu tarde inspirada em Volgogrado ao marcar duas vezes, garantiu seu primeiro triunfo na Copa do Mundo, por 2 a 0. Os islandeses ainda tiveram a chance de esboçar uma reação na reta final da partida, quando o árbitro assinalou um pênalti com ajuda do recurso de vídeo, mas Sigurdsson desperdiçou a oportunidade.

Dos resultados possíveis para o duelo, esse é o melhor para a Argentina, que precisará vencer os nigerianos na última rodada e torcer para os islandeses não derrotarem a já classificada Croácia para avançar. A Nigéria, por sua vez, pode se classificar às oitavas com apenas um empate. Já a Islândia só jogará a próxima fase se vencer por um bom placar e superar argentinos ou nigerianos no saldo de gols.

Os islandeses começaram intensos e pressionaram nos primeiros minutos de jogo. O craque do time, Sigurdsson, parou no goleiro adversário em duas oportunidades. Na primeira, cobrou falta para Uzoho espalmar. Em seguida, recebeu bola na entrada da área e bateu de primeira, mas o arremate saiu fraco e no meio do gol, facilitando a intervenção.

Passados os momentos de pressão da Islândia, a Nigéria equilibrou a partida e incomodava no lado direito do campo, com Moses. Principal nome da equipe, o ala tinha carta branca para ir ao ataque, já que Rohr Gernot, treinador dos nigerianos, armou a defesa com uma linha de três jogadores. No entanto, as infiltrações e os cruzamentos pelo setor eram facilmente cortadas pela dupla de zaga islandesa.

Na reta final da primeira etapa, os islandeses retomaram o controle do duelo e aproveitaram os lados do campo para criar boas jogadas, através de Bjarnason e Saevarsson.

Se em todo o primeiro tempo os nigerianos não finalizaram uma vez sequer no gol, Musa tratou de mudar isso logo aos três minutos da etapa final. Após cobrança de escanteio da Islândia, Moses puxou contra-ataque pela direita e cruzou para o camisa 7, que dominou e chutou forte para balançar as redes, abrindo o placar para os nigerianos.

A Nigéria cresceu muito de produção no segundo tempo e envolvia o adversário com um toque de bola rápido e eficiente. Aos 29, Musa recebeu na esquerda, passou como quis pela marcação, driblou o goleiro e ampliou a vantagem de sua seleção. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top